ll

domingo, maio 18, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Santana.Santana.

21 Comentários:

Às 18/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Olha! Parece a Reboleira!

 
Às 19/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não me parece, caro comentador. A Reboleira é assim →, e olhe que é muito diferente. E se conhecesse a Reboleira por dentro, veria que a diferença é ainda maior.

Tenho pena de que as pessoas digam tanto mal da sua terra, exagerando nas comparações, mas parece ser uma moda deste nosso tempo.

 
Às 19/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Se não se parece com Reboleira é parecida com a Albufeira.

 
Às 19/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Albufeira →

 
Às 19/5/08 , Blogger Ana D. disse...

Pára tudo!
Sou alfacinha de gema e de Lisboa percebo eu!
Moro aqui á 6 anos e de Reboleira não vejo nada!!!
Santana cresceu foi muito. Mas todo o Concelho cresceu depressa de mais!
O que vejo é a minha casa de estores levantados, plantas nas varandas e um dia bonito;)***

 
Às 19/5/08 , Anonymous Pollux disse...

Dizer mal não custa nada... infelizmente, brotam cogumelos maledicentes neste blog a cada tópico. Seria mais produtivo cogumelos construtivistas.
A diferença entre uns e outros é que aos primeiros ninguém lhes quer pegar.

 
Às 19/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Não se deve dizer só mal ,mas ha imagens mais bonitas de Santana de certeza

 
Às 19/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Tirei esta fotografia já no final do dia, depois de ter fotografado o por-do-sol da foto de cima. Ou seja: havia pouca luz e o sol estava totalmente encoberto, o que lhe dá um ar um pouco sombrio. Mas o que me chamou a atenção foram as cores das fachadas, em tons "pastel", que noutra altura do dia e com sol, provavelmente ficariam muito diferentes.

Este pequeno aglomerado, já na encosta de Sesimbra, está envolvido por uma moldura verde extraordinária. Não sei se os moradores têm consciência disso, mas suponho que sim. Será que aproveitam para dar uns passeios pelo campo? Às vezes temos coisas boas ao pé da porta e não damos por isso — só quando um dia as perdemos.

 
Às 19/5/08 , Blogger Ana D. disse...

Mesmo ao fundo da foto, onde o céu toca a nova urbanização, há uma vista espantosa sobre o verde da Lagoa, Aroeira... e num fim de tarde é bonito ver as luzes de Cascais:)***

Infelizmene ninguém aproveita os "bonitos" que esta terra tem!

É tão bom subir a pé ao Castelo e entrar pela Porta do Sol!

Eu que nem sou "lagarto", gosto do verde de Santana!

 
Às 19/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

A maldicência que aqui surge, não me parece que seja dirigido à "sua terra" mas, antes, aos responsáveis que permitem (sabe-se lá como!) esta desenfreada construção!
Santana é só um exemplo; a vila é um exemplo ainda pior!
Já repararam bem naquilo que está a acontecer à volta do vale de Sesimbra? E não se indignam? Acham perfeitamente normal? Isso é que é gostar da "sua terra"?
Ser construtivista (no melhor sentido) é dar voz a esta indignação ao ver o que se está a acontecer à nossa volta! Não é passar por cima, num jeito autista, e dizer que, apesar de tudo, vivemos numa terra linda. Eu também a acho linda e nada me faria sair de cá mas há coisas que não se aguentam!

ps - esperando as respostas que aí vêm, antecipo-me, dizendo que não pretendi ofender ninguém ...

 
Às 19/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Faço minhas as palavras do anónimo que me antecede.

MP

 
Às 19/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Posso estar enganado, mas o anónimo anterior parece ser da escola daquele primeiro comentador, disposto a dizer o pior da nova construção, igualando-a à Reboleira: no entanto, esta mesma zona de Santana que eu fotografei, é uma zona calma, com estacionamento, confinada com uma zona rural à volta: não é apenas diferente da Reboleira: é o oposto!

Mas descanse que ninguém se vai sentir ofendido: aqui respeitamos as opiniões de toda a gente, e não lhes chamamos autistas.

 
Às 19/5/08 , Blogger Ana D. disse...

Confirmo!
Salvo o cão da vizinha que por volta da meia-noite resolve fazer serenatas ao luar!

O unico senão é o da Av. Padre AntºP. Almeida (Correios) onde os que têm muita perguiça em andar 20 metros, insistem em estacionar os carros em cima dos passeios. Para mim que tenho crianças, todos os dias faço gincana av. fora!

De resto, haja saúde***

 
Às 20/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

" ... aqui respeitamos as opiniões de toda a gente ...". Desculpe-me que lhe diga, mas não é isso que eu tenho visto, com frequência, aqui neste blog.

Não me parece que alguém tenha sido apelidado de autista. Só houve uma comparação: "... num jeito autista ...".

Diga, sinceramente, se há explicação razoável para prédios de 5 (6? 7? 8?) andares na Corredoura, topograficamente um local elevado.

Por fim, o post posterior com outra foto da Vila é "bem" escolhido. Porque não publicou uma foto da Assenta? Ou da Alfarrobeira? Ou da Marconi? Ou da encosta do Castelo? Não me diga que concorda com aquilo tudo. Se nos responder que sim, ficarei verdadeiramente baralhado com as suas opiniões.

 
Às 20/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Caro anónimo: diga lá o que é que tem visto aqui, e "com frequência", que se traduz em não respeitar a opinião de toda a gente.

Responda-me a esta parte, mas objectivamente e com exemplos, e eu depois responderei ao resto.

 
Às 20/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Por exemplo, quando diz a algumas pessoas que "vá desabafar para outro lado!". Não me obrigue a ir procurar mas, certamente, encontra expressões destas no seu arquivo. Foi objectivo?

 
Às 20/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Já tenho feito essa sugestão, mas não é nenhuma metáfora ou insulto: é mesmo um conselho para que certo tipo de comentários optem por outros blogs, que parecem mais indicados para a luta política e ataques pessoais. Não deve entender isso como uma falta de respeito. Falta de respeito é fazer ataques pessoais e com objectivos meramente partidários, que, como deve saber, enxameiam muitas caixas de comentários da blogosfera.

Sobre o resto, já uma vez escrevi aqui que este blog opta quase sempre por apresentar os aspectos positivos da vila. Retrata o lado solar de Sesimbra, tal como outros se especializaram em retratar o lado lunar, mais obscuro.

Às vezes dá-me vontade de colocar aqui certas coisas, como estacionamentos abusivos e que prejudicam a vida de outras pessoas, mas depois contenho-me. Não é que essas coisas não mereçam divulgação, mas não é esse o objectivo do blog Sesimbra. A riqueza da blogosfera — e a sua natureza democrática — está em nela podermos encontrar de tudo, e cada um escolhe o que lê. Se sugiro que escrevam noutro lado, é mesmo porque me parece o mais adequado. E quem vem aqui escrever opiniões contrárias, desde que o faça adequadamente, mesmo que digam que Sesimbra foi destruída, e que é mais feia do que Albufeira e tão horrível como a Reboleira, é bem-vindo, e os comentários cá ficam.

 
Às 20/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Não o conheço pessoalmente JA Aldeia mas aprecio a qualidade da sua escrita e o seu espírito tolerante. Sou daqueles que também acha que Sesimbra vem sendo progressivemente descaracterizada. Mas respeito a sua opção em retratar o lado solar da vila. Penso que o espírito do blog não será no entanto atraiçoado se, uma vez ou outra, retratar igualmente o tal lado lunar, obscuro da vila. Enfim, é a minha opinião..vale o que vale...


MP

 
Às 20/5/08 , Anonymous joao fonseca disse...

vão me desculpar mas Sesimbra não está a passar muito bem que o digam os nossos comerciantes!
a pesca acabou meus amigos!
de que vive a maior parte dos Sesimbenses!
fico muito feliz por ver alguns por exemplo guardas do recinto do hotel spa,do edificio do tribunal,e etc,todos eles gente do mar que arranjaram alternativas no futurismo da nossa vila!
meus amigos o futuro da nossa vila quer queiram quer não passa óbrigatóriamente pelo turismo!

 
Às 22/5/08 , Anonymous Anónimo disse...

Senhor j.a.aldeia, acabou por não responder ao resto ... ou não fui suficientemente objectivo?

 
Às 22/5/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Creio que respondi, mas não me importo de repetir e desenvolver um pouco: você deu uma lista de sítios onde se está a construir e a alterar a paisagem (a urbanizar) e perguntou porque é que não coloco aqui fotos desses locais. Eu poderia ter respondido que, quanto à Marconi, já publiquei aqui e aqui, neste último caso até com uma foto de um rebanho no terreno tal como existia antes. E publiquei esta foto do Vale Paraíso, e também publiquei da Alfarrobeira aquilo que me interessava: a própria árvore, ignorando a construção.

Já recebi aqui várias sugestões para colocar mais coisas dessas, mas acontece que eu não ando a toque de caixa (já andei quando tocava na banda da Sociedade Musical), tal como não ando a dizer aos outros o que devem ou não publicar.

E, finalmente, respondi-lhe dizendo o principal: que preferimos (os autores do blog) colocar aqui outros aspectos da vila e do concelho, as coisas bonitas, que são a maioria, bem como fotografias de pessoas, porque qualquer terra se define essencialmente pelas pessoas, e não pelas consatruções.

Ou seja: não tenho problema nenhum em publicar coisas que possam ser entendidas como críticas. Mas as fotografias que eu gosto de tirar, e de partilhar, são outras, e isso já vem de longe: veja, por exemplo, as minhas fotos antigas da Festa das Chagas que tenho estado a publicar: têm 30 anos, e já são muito semelhantes às que tiro hoje; outros exemplos: esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou esta, ou ainda esta, só para referir as que foram aqui publicadas em 2008.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada