ll

quarta-feira, setembro 17, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Conjunto típico Os Galés, em 1966: João da Costa (guitarra), Cidalino Melão (acordeão), Mário Regalado (vocalista, viola), António do Porto (harmónica), Amândio Cascais José ("o homem da bilha, do abano e do bigode").Musical group 'Os Galés', in 1966.

8 Comentários:

Às 17/9/08 , Anonymous Pollux disse...

O instrumento do João da Costa, na foto, parece um bandolim.
Estou enganado?

ps: parabéns ao Reinaldo por conseguir manter a memória deste conjunto viva entre nós.

 
Às 18/9/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Sim, é um bandolim; os instrumentos referidos são os indicados pelo Mário Regalado numa entrevista deste ano. A estes nomes também se pode acrescentar o de Romeu Embaixador, autor das letras de algumas canções, e que por vezes também ajudava na secção "ritmica".

 
Às 18/9/08 , Anonymous Anónimo disse...

viva os gales

 
Às 18/9/08 , Blogger CARTEIRO disse...

O melhor de Sesimbra, símbolos de uma década inesquecível, tempo de fartura e festa, regalados ficávamos todos nós com aquele som que cheirava a maresia, desafiava as gaivotas e enchia a baía ao ritmo das traineiras.
Eram os nossos "beach boys", o cinéfilo Armando, o sorridente António, o maestro Mário, com o poeta Romeu na retaguarda.
Sobrou o Reinaldo, e é uma dádiva a preservar.
São os Galés da nossa saudade...

 
Às 18/9/08 , Anonymous Anónimo disse...

"Tempo de fartura e festa". Não quererá dizer "farturas e festa". Porque o que havia com fartura era miséria.

 
Às 19/9/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Rapazes, calma, há que chegue para ambas as perspectivas.

É um ponto alto do turismo e do comércio, com ampliação dos hotéis Espadarte e do Mar, a vila cheia de suecos (e suecas, a queixarem-se dos mirones de bikinis), abertura das primeiras agências bancárias, abertura de numerosos estabelecimentos, muitos deles uma novidade — uma lavandaria (a Selha), uma casa de venda de "galinácios já cozinhados", e até um bar com pista de carrinhos eléctricos (Mini-Carros, reportagem oportuna de Tó Manuel Rapaz) —, e outros como a Loja do Jacinto e a "forja" dos Aldeias, Covas e caretas compram novos autocarros todos o anos, nascem os Galés, nascem os eléctricos Zimbros (depois Zambras), o futebol do GDS sobe à 2ª Divisão, renasce o ping-pong, estrelas rodam filmes em Sesimbra (Sandra Dee, Jerry Lewis), o Teatro Experimental de Cascais traz a Sesimbra várias peças: A Casa de Bernarda Alba, Mar, A Maluquinha de Arroios.

Mas há também enormes problemas, sendo o maior o da habitação; muita gente em casas velhas e barracas (num incêndio na rua D. Sancho 1º morre um bebé e várias famílias perdem o pouco que tinham); a Misericórdia, com falta de dinheiro, faz um Cortejo de Oferendas e aceita verba da Gulbenkian para construir um bairro que seja fonte de receita, a Sociedade Musical aumenta o número de bailes mas estes ficam às moscas, no Grémio os Zambras não agradam, os Galés queixam-se de muitas borlas e fracos honorários, o porto de abrigo revela-se uma "ratoeira" durante os temporais, os automóveis, com a recém inaugurada Ponte sobre o Tejo, entompem a vila, as areias galgam a praia da Doca, fecha o Café Filipe (passa a ser um banco), as armações de pesca agonizam e o peixe-espada começa a dar sinal de partida: "Faltou o alumínio", diz um pescador.

 
Às 20/9/08 , Anonymous Anónimo disse...

O Mario ragalado ja morreu como e que deu uma entrevista este ano??
sobre reinaldo quando chegou a sesimbra, ela bela piscosa ja existia.(deixa muito a des.....??????????????)

 
Às 8/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Caro joão Aldeia: cumprimentos.
de fonte autorizada,digo-lhe quem esta com o banjo,e não um bandolm, é o Eduardo Silva(o coté,)e não o João da Costa que era guitarrista, que por vezes se juntava aos Galés, mas nunca fazendo parte deste conjunto: tambem não é o Cidalino Melão no acordeon, mas sim o Jota!!!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada