ll

sábado, agosto 22, 2009

Sesimbra
Manifestação da náutica de recreio contra o POPNA.Protesting against restrictions of boating and fishing in the coastal waters of Sesimbra.
[ clique para ampliar ]

12 Comentários:

Às 23/8/09 , Anonymous Anónimo disse...

A manifestação do recreio tambem engloba outros entidades ou só o CNS?
Parece que os barcos da nossa marina tendem a fugir para troia porque ai pervalece ainda mais as influencias não fosse o promotor o Sr. Belmiro que está a pensar comprar uma aiola para recreio.
Mas vejam o lado possitivo se a nossa marina ficar com lugares a mais sempre pode preencher com os barcos da ANARESE.

 
Às 24/8/09 , Anonymous Anónimo disse...

Não o conheço, mas foi a pessoa que mais me impressionou na manifestação. Deu bastante de si em prol do POPNA. Parabéns.

Eu

 
Às 27/8/09 , Anonymous Anónimo disse...

as escolas de mergulho foram a manifestacao,ou eles estao a ganhar muito dinheiro com as limitacoes a pesca e nautica de recreio.

 
Às 28/8/09 , Anonymous Anónimo disse...

Como já não posso praticar caça submarina em Sesimbra, tenho-me limitado às actividades de observação submarina. E deixem-me que vos diga uma coisa: pelo menos nos locais por onde andei, vê-se mais peixe agora do que há uns anos atrás. Talvez nem tudo seja mau no POPNA.

 
Às 28/8/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Tem toda a razão. Por exemplo, se cortarem o fornecimento de electricidade à sua casa, e mais às de uns quantos vizinhos, isso será bom em termos ambientais — menor consumo de energia fóssil — e também para as finanças do país — menor importação de energia. Depois, quando se juntar aos seus vizinhos para ir reclamar, hão-de responder-lhes: calma, nem tudo é mau nessa medida de vos cortarem a electricidade.

 
Às 29/8/09 , Blogger maria paula disse...

O Dr. Aldeia a desqualificar o POPNA utilizando uma falácia de falsa analogia. Não posso crer! Humm… cheira-me que a sua capacidade de argumentação já viu melhores dias.

Cumprimentos,
MP

 
Às 29/8/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não é falácia nenhuma, apenas uma analogia. O Governo tomou uma medida que há-de ter efeitos positivos em termos ambientais, restringindo zonas de pesca e, por isso, afectando a actividade de profissionais da pesca. Para isso deveria ter negociado compensações para esses profissionais, o que não fez.

Toda a história do Popna está cheia de aberrações comprovadas: na sessão de debate nos Bombeiros o então director do Parque, Celso Santos, admitiu publicamente que chegaram a estar pensadas essas indemnizações, mas depois receberam instruções para abandonar essa hipótese. Nessa reunião toda a gente presente, incluindo os responsáveis da administração pública, admitiram que não havia cndições para aplicar aquele regulamento: teria de se retomar o processo negocial.

Depois chegou o governo Sócrates, e sem uma única acção de debate ou consulta pública, aplicou o regulamento.

Há mais pormenores sórdidos desta farsa legislativa, por isso não se admire que a ingenuidade de certos comentários tenham a resposta bem humorada que merecem.

 
Às 8/9/09 , Anonymous pescador disse...

ao anonimo dia 28-8,agora ha mais peixe e polvos ,tem toda a razao bastou o popna proibir os mergulhadores,de cacarem em sesimbra eram eles que apanhavam mais polvo e sargos,dou-lhe um ex emplo .cada mergulhador apanhava 3kilos polvo e3sargos por dia,diariamente iam mais de 50 agora faça as contas.nestes 4 anos os peixes epolvos que se procriaram.

 
Às 10/9/09 , Blogger buik disse...

Temos de perservar este parque marinho.

 
Às 10/9/09 , Blogger buik disse...

Em Sesimbra não temos nenhuma marina, mas sim uma estrutura montada num plano de água para ancorar,estacionar embarcações de recreio , mais conhecida por doca de recreio do Clube.

 
Às 10/9/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

buik: e não temos de preservar a dignidade humana, o sustento das famílias, a identidade duma comunidade milenar? Está na moda defender o Ambiente a outrance, mas, como todas as modas, passará. Apesar de se usar a palavra equilíbrio, a generalidade dos defensores do Ambiente não mexe uma palha nem dá um passo para conhecer a agressão que está subjacente a este Parque. É possível pertencer à espécie humana e desprezá-la: vimos isso nas guerras, por exemplo. Esta alienação de base ideológica esteve em moda no século XX no domínio político, transferiu-se agora para o palco científico.

 
Às 11/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Persevar o parque marinho ou o tacho de muitos funcionarios e biologos deste parque. Como foi possivel çriar um parque marinho dentro e a oeste do rio mais poluidos de portugal.Quais os interesses,quanto deu a UE para estas pessoas nada produzirem e darem cabo da vida de pescadores que viviam do que pescavam.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada