ll

sexta-feira, janeiro 25, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ blog©Sesimbra - clique para ampliar ]
Aqui está um barco com uma história difícil de igualar, pois já esteve ocupado em três importantes fileiras da economia sesimbrense: começou por se dedicar à pesca, foi depois utilizado em actividades maritimo-turísticas, e acabou finalmente varado quando a polícia o apanhou a fazer tráfico de droga. E o 'Vera Lisa' — como ultimamente se chamava — prepara-se agora para mais uma reencarnação, com uma camada de fibra de vidro sobre a sua bela madeira. Se falasse, bem podia dizer, à moda brasileira: "que droga de vida!"A boat with a record. It began to be a fishing boat, later adapted to tourism, and finaly arrest by the police while smuggling drugs ashore.
Vera Lisa — its last name — is now being prepared for another reincarnation.

4 Comentários:

Às 26/1/08 , Blogger Hyde DP disse...

what is that yellow/orange stuff seeping out of the wood? is it some kind of glue or sealant?

 
Às 27/1/08 , Anonymous Anónimo disse...

E ficámos todos a saber que o tráfico de droga é uma importante fileira da economia sesimbrense.
Obrigada J.A.Aldeia por mais este importante esclarecimento.
Maria R.

 
Às 27/1/08 , Blogger Amiga Atlántica disse...

Parabems por la idea de conservar el barco!!! aqui en España seguro que lo hubieran votado al lixo.
Apertas desde Vigo

 
Às 27/1/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

hyde dp: yes, it is some kind of polyurethane sealant. Later it will be covered with epoxy coating (there is already some, near the top of the ladder).

Maria R.: ainda bem que tem sentido de humor.

amiga atlántica: é verdade. mas aqui também há muitos barcos de madeira que vão desaparecendo.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada