ll

terça-feira, janeiro 01, 2008

Passeio ao Castelo

fotografia alojada em www.flickr.comEste circuito destina-se a orientar uma caminhada até ao Castelo e pelas colinas em torno de Sesimbra, zona que também é conhecida como a “Concha de Sesimbra”. Trata-se de uma proposta do blogue Sesimbra (sesimbra.blogspot.com) e não tem qualquer fim comercial. Clique na imagem da direita para obter um mapa do circuito. Se quiser uma versão maior desta imagem, ou qualquer informação adicional, pode ser enviada por email. Agradecem-se também quaisquer sugestões ou correcções.

Neste circuito apresenta-se uma orientação (subida pela Rua Cândido dos Reis e regresso pela Rua Gonçalo Velho) mas também pode ser feito em sentido inverso. Eis as etapas que destacamos ao longo do percurso:

1 - Partida do Largo António Baptista, junto à Fortaleza de Santiago. Existem vários cafés próximos, mas o Black Coffee é um dos locais indicados para marcar encontro e tomar pequeno almoço ou refeição ligeira, abastecer-se de água, etc. (esta indicação não tem qualquer intuito comercial).

2 - Sobe-se depois a Rua Cândido dos Reis. Poucos metros adiante encontra-se a Capela do Espírito Santo dos Mareantes, onde se pode visitar uma exposição de arte sacra e as antigas instalações do hospital dos mareantes de Sesimbra.

3 - Mais acima encontra-se a Igreja de Santiago, igreja Matriz de Sesimbra, no L. D. Nuno Álvares Pereira.
Segue-se depois pela Rua João de Deus, onde é frequente encontrar flores junto de algumas portas.
Segue-se a Rua Conselheiro Ramada Curto, antiga entrada principal em Sesimbra. No fim desta rua sai-se da zona urbana e entra-se em zona de vegetação.

4 - Entra-se no Castelo pela sua porta principal, ou Porta do Sol. Este monumento nacional tem vários pontos de interesse, mas aconselhamos uma visita à alcáçova (à direita depois de entrar no recinto) e à Igreja de Srª. Maria (. Existe um posto de turismo na antiga residência do historiador Rafael Monteiro.

5 - Igreja de Srª. Maria do Castelo.

Pode sair-se pela Porta da Azóia, ou pela abertura que lhe está próxima, criada na muralha para a saída de automóveis. Começa-se então a descer para a Quinta da Barquinha, já próxima do cruzamento com a estrada nacional; no atravessamento desta estrada é preciso dar atenção ao trânsito automóvel. Entramos então na estrada da Fonte Carvalho, uma estrada de terra batida.

6 - Logo no início da estrada da Fonte Carvalho encontra-se uma antiga pedreira de gesso, onde é possível encontrar pequenos exemplares deste mineral. Não tem qualquer valor comercial, trata-se apenas de uma curiosidade.

7 - Mais à frente encontra-se a Fonte de Carvalho, cuja água teve fama de possuir boas qualidades medicinais, mas cujo consumo é actualmente proibido. Pode, no entanto, ser usada para limpeza e refrescamento.

8 - Chega-se então ao Morro dos 7 Caminhos, onde se encontra um amigo moinho de vento, actualmente só com as paredes. Deste morro pode-se desfrutar de uma bela vista da vila e do vale de Sesimbra.

A descida torna-se então mais acentuada, por um caminho com claros sinais de ter estado integrado numa zona agrícola, mas actualmente abandonada.

Ao chegar a Sesimbra, desce-se para o Largo do Município, onde se encontra o Pelourinho e o edifício da Câmara Municipal.

9 - Segue-se depois pela Rua da República, podendo então visitar-se o mercado (aberto apenas durante a manhã, e encerrado às segundas-feiras) onde se encontram produtos agrícolas da região, bem como peixe na sua maioria capturado por pescadores de Sesimbra.

Depois do mercado segue-se de novo pela Rua da República, que em tempos foi a rua principal de Sesimbra, e por isso se designava como “rua Direita”. I visita termina ao regressarmos ao Largo António Baptista.

1 Comentários:

Às 22/9/09 , Anonymous Ricardo Santos disse...

Sou um amante de Sesimbra e tenho "n" fotos desta maravilhosa vila. Algumas publicadas no meu blogue. Outras ainda por publicar.
A ida ao Castelo a pé é dura, mas é bonita de se fazer, sim senhor/a
Ricardo Santos

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada