ll

terça-feira, outubro 28, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Aiolas.Fishing boats.

28 Comentários:

Às 28/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Bonita fotografia. O mar a confundir-se com o céu.

MSPinho

 
Às 28/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

O ferrado tá ralaço

 
Às 28/10/08 , Blogger Swt disse...

Que lindo!

 
Às 29/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

uma especie em extinção

 
Às 29/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Finalmente! Uma foto com alguma categoria! De tanto insistir, havia de acertar.

 
Às 29/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Este anónimo é uma perfeita cavalgadura e comentários deste tipo não merecem publicação.

 
Às 29/10/08 , Anonymous zé balinhas disse...

Será que a Polícia Marítima viu estes perigosos contrabandistas das aiolas?

 
Às 29/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Bonita foto
Continue com coragem e determinação este projecto, porque o mesmo, vale a pena pois tem qualidade.
O seu blog já faz parte do meu roteiro diário. Obrigado.

 
Às 29/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Cavalgadura? Porquê? O comentário é um elogio à foto.

 
Às 30/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Cavalgadura? É aceitável comentar assim os comentários?

 
Às 30/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Cavalgadura não é um adjectivo nada simpático, mas eu entendi o que a swt queria dizer: o comentário a que ela se reporta, sob o disfarce de um elogio a uma foto, o que diz é que nenhuma das outras é boa. É apenas mais uma opinião que aqui fica registada.

 
Às 31/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

É de muito bom tom,não haja dúvida. bonito adjectivo. "cavalgadura".

 
Às 31/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Continue com estas lindas fotos da nossa terra,faz-nos bem e por momentos, quase sentiamos o cheirinho característico a maresía.

 
Às 31/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Não, o comentário deixa entender que nenhuma outra foto tem a mesma categoria. Não diz que não são boas.

 
Às 31/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Agradeço a explicação. O que você escreveu foi «Finalmente! Uma foto com alguma categoria! De tanto insistir, havia de acertar.» Se acaso a lógica não é uma batata, o que afirmou é que as outras fotos publicadas ao longo de quase 5 anos não possuem «alguma categoria».

Tenho, no entanto, de confessar o seguinte: embora eu também goste da fotografia, não é das que gosto mais, porque me parece um bocadinho "bilhete-postal". Aprecio bastante mais fotografias como a do interior da Associação ABAS, publicada mais acima: fotografias com gente e rostos. Essa foto tem, além disso, o insólito das três pessoas fotografadas estarem orientadas segundo três eixos muito diferentes, o que normalmente sugere desencontro, solidão. No entanto, quer a expressão da senhora à esquerda, quer a das duas pessoas concentradas no tabuleiro de «notirrites», demonstram uma serenidade contraditória com esse suposto desencontro. É deste tipo de fotos que eu gosto. E é verdade que é necessário tirar muitas fotografias para se conseguir uma que nos agrade especialmente.

 
Às 2/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Longa explicação sobre o seu gosto fotográfico. Mas recordo-lhe uma expressão de alguém que certamente conhece: "The decisive moment".
E isso é precisamente o que falta em grande das fotos que aqui publica.
A meu ver, a foto que apelida de "bilhete-postal" está bem conseguida, especialmente no enquadramento (7/10 céu; 3/10 terra, neste caso mar) e, como é óbvio, também na cor geral da foto (com as aiolas quase em contra luz). Se o conseguiu por acaso, não desanime pois pode ser que o repita outra vez. Se foi deliberado: parabéns.

 
Às 2/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Corrijo ume frase:
E isso é precisamente o que falta em grande parte das fotos que aqui publica.

 
Às 2/11/08 , Blogger Snapper disse...

The fishing boats are beautiful. Bravo!

 
Às 2/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Mas eu não procuro o "momento decisivo", no sentido Cartier-Bressoniano. Procuro apenas o factor humano, o ser humano no contexto da comunidade e no acto convivial.

 
Às 2/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

por amor de deus tudo que aqui se faz estará assim tao mal é por estas e por outras que o nosso pais astá na maneira que está nâo venham com a crise estamos sempre a criticar e melhores que nuingém deixem o joao fazer o que está a fazer nimgem ainda o fez tão bem

 
Às 2/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não tem importância. É até engraçado receber uma "lição" de alguém que avalia uma fotografia pelo facto de ter o horizonte a 1/3 de altura. Um horizonte que mal se vê! (E que, se fosse visto com atenção, se concluiria que está bem acima desse virtuoso 1/3...)

 
Às 2/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Procurar o factor humano, não quer dizer que não possa apostar em melhorar a sua qualidade fotográfica. Para além disso, o horizonte está mesmo próximo do 1/3e, esta, é uma questão de estética!

O elogio feito à sua foto é genuíno. Não é uma Lição. Aliás, Lições é o que o Sr passa a vida a querer dar às pessoas com os seus comentários e posts sobre tudo e mais uma coisa revelando, por vezes, uma insuportável arrogância e sobranceria.
Será que não se enxerga ...

 
Às 2/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não me parece que tenha razão. Costumo exprimir a minha opinião, e não dar lições: "dar lições" é dizer como é que as pessoas devem fazer: isso não costumo praticar. Quanto às minhas opiniões, defendo-as como posso, mas não vejo mal nisso.

Em geral, publico as fotos com legendas simples, meramente descritivas, e só muito raramente exprimo a minha opinião nessas legendas. Na caixa de comentários apenas exprimo a minha opinião em resposta a comentários.

Vou referir de seguida vários factos, que — repito — não são lições, porque não sugiro a ninguém que deva fazer o mesmo:

a) não aplico, como norma, a regra do horizonte a 1/3. Pode acontecer nalgumas fotos, mas não vejo essa norma como muito interessante; e não aconselho ninguém a que a siga ou não siga;

b) a foto deste post não tem o horizonte a 1/3 (é um dado objectivo, é só fazer contas) e, ainda que tivesse, seria irrelevante, porque é quase invisível.

c) sei o que é o "momento decisivo" mas não o procuro como regra; ele existe nalgumas fotos aqui publicadas, mas nem sequer são as fotos de que gosto mais — e não sugiro a ninguém que faça assim ou não faça.

d) costumo seguir regras (ou melhor, sugestões) associadas a leituras em diagonal e à composição triangular, e ainda uma certa descentragem lateral do foco, ou tema principal; mas não sugiro a ninguém que faça ou não faça o mesmo.

e) dou uma especial atenção à proximidade dos rostos, mais do que qualquer outra coisa, mas não sugiro a ninguém que o faça ou não faça.

f) sei, porque gosto de acompanhar a fotografia contemporânea (a profissional), que essas regras clássicas do "momento decisivo" e dos horizontes a 1/3 quase não são aplicadas, mas também não é por isso que as ignoro: é apenas porque dou mais importância ao "assunto" (as pessoas no seu contexto relacional). Mas isso sou eu: cada um faça o que entender. Espero que não tome isto como uma lição ou sequer uma sugestão.

 
Às 2/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Para acompanhar alguma da fotografia contemporânea, veja-se o site da FOTO8
http://www.foto8.com/home/

 
Às 3/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Se "dar lições" é, nas suas palavras, "dizer como é que as pessoas devem fazer", como é que é possível que tenha interpretado o elogio feito à sua foto como uma lição??? Vejamos:

Recordo-lhe o que escreveu - "É até engraçado receber uma "lição" de alguém que avalia uma fotografia pelo facto de ter o horizonte a 1/3 de altura.";

Por outro lado, recordo o comentário feito à foto - "... a foto (...) está bem conseguida, especialmente no enquadramento (7/10 céu; 3/10 terra, neste caso mar) e, como é óbvio, também na cor geral da foto ...".

Agora explique-nos, desde quando é que este elogio é uma lição??? Mais uma vez, julgo que o Sr entra em contradições ...

 
Às 3/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Elogiou uma foto para dizer que todas as outras não tinham "alguma categoria"; a lição que deu foi sobre o que faz uma boa foto: o "momento decisivo", o horizonte a 1/3: tudo isto pode ser lido acima. Agradecia que fizesse um esforço para não voltar a perguntar a mesma coisa.

 
Às 4/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Quanto a mim quem dá lições é o professor perante alguém, uma plateia, numa aula. Não me parece que o João Aldeia aqui queira dar lições, sempre entendi que dá as suas opiniões defendendo determinadas posições, que podem ser dele ou partilhadas. Agora que, não sendo aqui professor nem o Obama, aprende-se muito com ele, lá isso aprende-se.

 
Às 4/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

aldeia por muito que faças estarás sempre errado por isso vou dizer como minha mãe faz ouvidos de mercador

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada