ll

quinta-feira, setembro 27, 2007

fotografia alojada em www.flickr.com
[ blog©Sesimbra - clique para ampliar ]

     A limpeza realizada na Alfarrobeira há dias, para a qual contribuímos com a nossa chamada de atenção, já a libertou dumas trepadeiras parasitas que estavam a tomar conta dela. Entretanto, a limpeza feita colocou bem à vista os cortes selvagens que foram feitos em anos anteriores, e que desfiguraram completamente esta árvore centenária e de valor histórico.
     Esta fotografia, tirada hoje mesmo, revela qual a origem do problema da Alfarrobeira: a prioridade tem sido dada ao trânsito, cortando-se-lhe as ramadas para "facilitar" a vida a automóveis e camionetas. Como se pode ver, o alcatrão vai quase até ao tronco da pobre árvore e foi retirada a terra onde se apoiava, prejudicando o seu desenvolvimento. O facto de estar a ser construído um grande bloco de apartamentos ("Apartamentos da Alfarrobeira"), poucos metros acima, com a consequente impermeabilização do solo, ainda agrava mais este problema.
     Terá de ser um especialista a estudar uma solução, mas parece evidente que a estrada terá de ser deslocada, de modo a permitir a criação de uma caldeira em torno do tronco, e por forma a que as ramagens se desenvolvam naturalmente.

Referências anteriores: [ 3 de Agosto ] [ 26 de Junho) ]

5 Comentários:

Às 27/9/07 , Anonymous Pedro M15 disse...

Não acha que isso é sonhar demais? Então acha que alguem em sesimbra vai desviar o curso de uma estrada para salvar uma arvore? O ideal era fazer mais uma rotunda com a arvore no meio!

 
Às 27/9/07 , Anonymous Anónimo disse...

www.sesimbraonline.blogspot.com

 
Às 27/9/07 , Blogger Paulo Araújo disse...

É triste ver assim tão maltratada uma árvore que, além de monumental, é uma referência para as populações locais. Claro que há ignorância à mistura, pois quem a trata deste modo parece acreditar que cortar-lhe as raízes ou pô-las a descoberto, impermeabilizar o solo à sua volta ou podá-la drasticamente são coisas que não lhe farão grande mossa. Quando ela desaparecer só ficarão os «apartamentos da alfarrobeira»: fraco consolo, pois apartamentos há muitos em todo o lado, e árvores como essa são uma verdadeira raridade.

 
Às 27/9/07 , Anonymous Anónimo disse...

A sorte desta árvore é não ser da espécie tubarão-alfarroba , senão ...

 
Às 27/9/07 , Anonymous Anónimo disse...

Sempre achei esse cruzamento muito perigoso não pela Alfarrobeira claro! mas pela sua configuração, qualquer automobilista que venha do do ex. P.Abrigo e queira ir colocar combustivel nas Bombas, ao fazer esse cruzamento provavelmente irá parar á faixa contrária ou seja tem k calcular muito bem quando avançar.
Sempre achei k nesse local deveria de ser feito/a um cruzamento apropriado ou mesmo uma rotunda e claro preservar a Alfarrobeira que sempre deu nome a esse local da nossa vila!

enfim...quem sabe se um dia desses isso acontece!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada