ll

segunda-feira, abril 04, 2011

Largo da Marinha.Marinha Sq.
[ clique para ampliar ]

7 Comentários:

Às 5/4/11 , Anonymous Anónimo disse...

Será que este largo, mais concretamente aquele espaço está vocacionado para aquele tipo de comércio? Posso estar a incorrer num disparate. Mas a grande verdade é que o proprietário do restaurante limitrofe não deve ter ficado muito satisfeito.Que este meu comentário não seja visto como critica mas sim como opinião.
Frequebtador de fim de semana daquela zona e do restaurante ao lado.

 
Às 5/4/11 , Blogger mili disse...

Apesar de estar perto de um restaurante está com um aspecto muito cuidado. Um grande tapa sol e as caixas com etiquetas todas iguais e certamente escritas no computador. Está com gosto. Atrai de certeza os clientes. Parabéns.

 
Às 5/4/11 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Posso dar-lhe a minha opinião, a título meramente pessoal:
a) seria negativo para Sesimbra que todas as zonas comerciais, nomeadamente as de maior visibilidade, viessem a ser destinadas apenas a actividades turísticas (como é o caso dos restaurantes) esquecendo que há residentes na vila. Há um caso semelhante na rua da Paz, com exposição de frutas e legumes, há muitos anos, e não me recordo de alguém ter levantado qualquer objecção: já tenho visto é turistas a fotografar.
b) a diversidade de estabelecimentos comerciais (e de restauração) é positiva. Sesimbra ficaria mais pobre, por exemplo, se a loja do Palhinhas, neste mesmo largo, desaparecesse, ainda que não seja turística nem represente griffes.
c) este tipo de lojas pode ser positivo também para o turismo, apresentando frutas e legumes que acabam por representar alguma diferença e dar um colorido regional.
d) esta venda de produtos agrícolas frescos é uma "lufada de ar fresco" face aos equivalentes congelados e massificados das grandes superfícies comerciais.
e) as actividades comerciais são sempre, em alguma medida, concorrenciais; se a opinião dum dado restaurante for relevante para a localização de estabelecimentos na vizinhança, então ter-se-ia de dar o mesmo direito a todos os outros estabelecimentos: qual seria o resultado?

 
Às 5/4/11 , Anonymous Anónimo disse...

Vamos aguardar que cheguem os ciganos e se instalem lado a lado com a frutaria.
Situação idêntica à que se passa no mercado de rua do Largo Eusébio Leão,às Quintas e Sábados, onde os ciganos ocuparam todo o espaço público e correram com os produtores locais, com a passividade dos orgãos competentes da fiscalização.
Para quê tanto empenho em citar os turistas, já que estes são quase sempre mal vistos, por alguém de Sesimbra que escreve nos blogs?
Turista de Inverno

 
Às 5/4/11 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Publiquei este último comentário — que será também o último desta natureza — apenas para demonstrar as falácias nele contidas:
1 — não tendo resposta aos argumentos expostos, inventa algo que ainda não ocorreu (a vinda de venda ambulante por ciganos) para ter o que atacar;
2 — não tendo argumento contra a instalação da loja neste local, aponta outro sítio (o Largo Eusébio Leão; faz lembrar aquela fábula: "se não foste tu, foi o teu pai");
2 — finalmente, o ataque pessoal: os turistas são mal vistos por quem argumentou antes (o que é falso, mas quando faltam argumentos, a mentira é recurso).

Ainda que se adivinhe um debate divertido, como aconteceu com aquele da Rua D. Afonso Henriques, a verdade é que não tenho tempo para tanta patetice.

 
Às 5/4/11 , Anonymous Anónimo disse...

Parabens ao Mário João que teve coragem de abrir esse estabelecimento que muitas pessoas vão ficar agradecidas, em especial as mais idosas e não só, que moram no lado poente da vila,pois já ouvi dizer que rica ideia. parabens ao João Aldeia que não dá crédito a certo tipo de linguagem de pessoas que ainda não despiram a roupagem dos preconceitos:ao Mário João e familia muita saude força e felicidades.

 
Às 6/4/11 , Anonymous Anónimo disse...

Espero que o Mário João e familia consigam atingir os objectivos para os quais decerto investiram. Face à conjuntura actual a concorrência já estabelecida a pequena margem de lucro quanto a este tipo de comércio e a tão poucos que somos a residir na nossa bela Sesimbra, tenho as minhas dúvidas quanto a um sucesso. Deus permita que esteja enganado.Um abraço e que tudo corra pelo melhor.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada