ll

domingo, janeiro 23, 2011

Rua Serpa Pinto.Serpa Pinto st.
[ clique para ampliar ]

12 Comentários:

Às 23/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Chaminé não regulamentar.
O ponto de escape, deve localizar-se pelo menos 0,50m acima do ponto mais alto de cobertura do prédio num raio de 10,00m e não distar menos de 1,50m de qualquer vão de compartimentos da habitação. (artº 113º do RGEU).

 
Às 24/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Fiscal de obras feitas,precisa-se.

 
Às 24/1/11 , Anonymous Comerciante da marginal disse...

E a chaminé da tasca do Lino, na Avª.Marginal, que dizer?

 
Às 24/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

E a chaminé de uma padaria que durante anos a fio pinta todo o edificado à sua volta de negro. Sabendo nós que o Sr. Fiscal camarário devia tambem esclarecer-nos da incompatibilidade existente entre uma fábrica de pão e o aglomerado antigo da vila, tambem deve saber que existem zonas especificas para laborar industrias deste tipo (parques industriais).
Tambem sabe que o ramal electrico de abastecimento à actividade é muito superior ao necessário a uma habitação, pois tem muita maquinaria a trabalhar em simultaneo, tambem o numero de pessoas a trabalhar no local é muito elevado para se considerar comercio local.
Ah! no verão todos os banhistas na praia observam a nuvem de fumo negro que paira sobre a zona da padaria...
Amazing

 
Às 26/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

No verão não se consegue dormir,porque esse fumo entra pela janelas de todas as casas em redor e também pelo barulho que as pessoas fazem quando saem dos bares para irem à padaria comprar o pão.

 
Às 26/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

banhistas? nessas ruas? Como?se não há condições. Nem descanso.

 
Às 27/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Ao fiscal de obras feitas, espero que não receba em local de trabalho ou em casa, pão fresco e bolos quentinhos provenientes da padaria que pinta os prédios de negro e que não dá descanso a quem precisa!
Ah! Pois é!
Com comentários simples se consegue alertar quem de direito pode fazer algo por situação que continua ilegal....

 
Às 28/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Estive hoje em Sesimbra e senti-me revoltado com a pobreza do "mobiliário" exterior, feito de restos de caixotes que equipa o restaurante lateral ao Restaurante Baía na marginal.
Situação vergonhosa que em nada dignifica Sesimbra nem a restauração.
Será que não há olhos na Câmara e na ASAE para por cobro a estas situações?
Turista

 
Às 28/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Não existem olhos de ver, quando o dinheirinho cobrado pela ocupação do espaço público com esplanadas de muito mau gosto. Quanto ao mau gosto, varia de pessoa para pessoa, agora usufruirem de passeios, ruas e largos que pertence a todos, isso é que me revolta, Agora até já ocupam praias com barracas e outros floclóricos. que falta de bom senso! Para onde vai o turismo?
Paraquedista de palmo e meio.

 
Às 28/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Ao anonimo 27/1/2011 antes de responder com sarcasmo,deveria saber or tentar perceber,que existem procedimentos,leis,regulamentos,para se poerem em practica. .Eu como cidadao critico o Fiscal Camarario pela falta de conhecimento,or por razoes que desconheco.

 
Às 29/1/11 , Anonymous Anónimo disse...

Ao comentário do comentário 28/1/2011
Procedimentos, leis, regulamentos e luvas, sabemos todos que existem, e por último as "luvas",(podem ser brancas ou negras) são as mais fortes e mais influntes nas decisões que qualquer entidade pode tomar. O favorecimento sempre existiu no estado de direito, as leis e todos os procedimentos que podem ser tomados "podem morrer na praia", visto que a praia nos dias de hoje já não é um pretença de todos nem para todos...

 
Às 29/1/11 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Sr comentador: o seu comentário generaliza a todos os funcionários a ideia de que são corruptos, o que é falso.
Eu respeito as opiniões diferentes da minha, mas não a expressão pública de calúnias. O sr. até tem o direito de pensar que todos os funcionários são corruptos: o pensamento é livre, mas a calúnia não.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada