ll

terça-feira, dezembro 07, 2010

Tasca do 13.
[ clique para ampliar ]

16 Comentários:

Às 7/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Olha o amigo Rui da Bo...JÓIA como ele gosta de ser acarinhado.
Felizmente anda melhor, por este caminho ainda vou ao casamento dele.

 
Às 7/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Rui Bóia, uma mente brilhante e incompreendida.

 
Às 7/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

granda dupla!!

 
Às 8/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

É o que fazem às pessoas Brilhantes nesta terra...
Ou sabem nadar...
Ou agarram-se à bóia!
(Não gostam de ser ofuscados com a Luz...)

 
Às 8/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Alguém me sabe dizer, se é esta personagem o apadrinhado do nosso Presidente?

 
Às 8/12/10 , Blogger José Luís Espada Feio disse...

dois icons de Sesimbra, a tasca do 13 e o mítico Rui Preto, a quem mando um abraço

 
Às 8/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

está curado! grande Rui

 
Às 9/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Grande Rui! Deitou fogo à casa onde viveu e não lhe aconteceu nada!

 
Às 9/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Sou muito amigo do Rui, e sei que ele tambem é meu amigo: é dos poucos sesimbrenses que possue uma vasta cultura digna de registo.

 
Às 13/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Peco desculpa, mas o ultimo anonimo so deve estar a brincar!uma vasta cultura digna de registo, E por estas e outras que Portugal esta numa miseria, chama-se cultura a tudo, RIDICULO.

 
Às 14/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

É verdade!

Portugal, arredores e arrebaldes de Sesimbra, Sesimbrense era a mama do mamar doce de uns delinquentes que se mantêm activos sem fazerem nada, apenas Acham que em tempos forma ilustres de quê?
Ah! Miséria intelectual!
Isso Sim!
Conhecimento das bebibas e drogas experimentadas? Talvez por terem em tempos ouvido alguem dizer barbaridade destas.

 
Às 15/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Ao décimo anónimo, nem sequer lhe peço desculpa, porque o anonimato é por vezes a arma dos covardes...mas aconselho que ponham a mão na conciencia, e depois disto vá se ver no espelho e diga: afinal quem sou eu para julgar os outros????
Na realidade, o Rui menosprezou a sua integridade física, mas apesar disso sabe bem o que fala quando algum assunto lhe é abordado, e que se saiba, nunca fez mal a ninguem,a não ser a ele próprio, e por esta razão, a ninguem assiste o direito de lhe atirar pedras......

 
Às 15/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Quanto ao ultimo anonimo,aconselho-o a escrever direito para não dizer barbaridades.....o Rui por razões que só ele sabe, entregou-se à bebida, mas drogas nunca me constou!!!
Não diga dos outros o que não desejaria que dissessem de voce sem razão...
Deixo-lhe um voto sincero de boa saude, e Festas Felizes de Natal.
E já agora fique a saber que não tenho qualquer laço familiar com o Rui: apenas sou amigo e o respeito muito, como ele me respeita.

 
Às 27/12/10 , Anonymous Anónimo disse...

Aldeia é lamentável o teu desumanismo!
A propósito do Rui Preto tudo foi dito e tu não censuraste nada. Qualquer outro, muito menos agressivo, comentário teria sido censurado.
Nem quero especular sobre o que escreverias se este tipo de graçolas te fossem dirigidos.
Nós sabemos que este é o teu blogue, o teu poderzinho, a tua pequena e ridícula montrinha.
Se tiveres coragem publica este comentário para que todos percebam o desrespeito que tens pelos outros!
Não te escudes com o anonimato porque com esse não respeitas o Rui Preto!

 
Às 6/1/11 , Anonymous Olga Palmela disse...

O Rui Preto, ficaste muito bem na fotografia. Não ligues aos cometarios, acho que não te conhecem. Bjs

 
Às 6/1/11 , Anonymous Olga Palmela disse...

O Rui Preto, ficaste muito bem na fotografia. Não ligues aos cometarios, acho que não te conhecem. Bjs

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada