ll

segunda-feira, setembro 20, 2010

A mais antiga e a mais moderna das pensões de Sesimbra, lado a lado, em anúncios de 1934.Two ads of 1934, promoting the oldest and the most modern of the inns of Sesimbra.
[ clique para ampliar ]

1 Comentários:

Às 22/9/10 , Anonymous LCPinto disse...

A propósito da Pensão Pompílio que segundo reza a crónica foi o primeiro estabelecimento do género em Sesimbra à data de 1908, referido na excelente obra do nosso conterrâneo Raul Pinto Rodrigues “Artes e Ofícios em Sesimbra(1925/1950)”, segue-se o Hotel Piscosa em 1928, na Rua Cândido dos Reis.
Mas respeitando as notícias de arquivo do Cezimbrense em Fev1928, já existia o Hotel Mimo num edifício de José Rumina na Travessa Xavier da Silva, havendo notícia dum incêndio que lavrou nesse prédio em Fev desse ano, tendo a Corporação dos Bombeiros resolvido o sinistro.
Não sei se José Rumina, teria outro prédio na Travessa, mas presumo que seria o mesmo onde o meu avô José Miguel Dias tinha a Sapataria Chic que foi inaugurada em 1926 no r/chão e que no 1º.andar seria esse dito Hotel Mimo onde uma Senhora alugava quartos.
Em 12Abr1936 o meu avô inaugurou a Pensão Chic, nesse edifício, penso que substituindo a senhora que anteriormente tinha essa actividade, e em meados do ano seguinte – 1937,por iniciativa do proprietário José Rumina, houve uma remodelação no prédio acrescentando mais um piso, ficando com mais quartos e passando o restaurante para o r/chão. Não sei se foi em simultâneo, pois a cave servia de oficina de sapateiro, mas o meu avô posteriormente passou a Sapataria para o nº. 38 e 40 da Rua Cândido dos Reis.
Acontecimentos da actividade comercial da primeira metade do Séc XX em Sesimbra, que em comparação com os dias d’hoje não eram fáceis.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada