ll

segunda-feira, junho 21, 2010

Sondagens para as obras do edifício das antigas Finanças.Works at República street.
[ clique para ampliar ]

11 Comentários:

Às 21/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

por acaso passei na altura e fiquei sem perceber o que faziam...sondagens a quê??

 
Às 21/6/10 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Sondagens ao subsolo, para garantia da estabilidade do edifício.

 
Às 23/6/10 , Anonymous LCPinto disse...

Presumo que será nova toda a estrutura e que será mantida a fachada, uma vez que faz parte dos poucos prédios emblemáticos da nossa Sesimbra. Espero que a utilização deste edifício, sirva para dinamizar uma área tão bonita conjuntamente com os prédios do Café Central e o Club Sesimbrense.
Dever-se-ia aproveitar para acabar com o estacionamento de veículos nesta área de modo a dignificá-la como merece.

 
Às 24/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

Que pena nao se tivesse posto logo o telhado porque o predio por dentro é lindo ,como sempre primeiro deixa-se destruir como fizeram com a igreja do Espirito Santo e mais grave a destuiçao da capela de s. Sebastião ,é o nosso património é a nossa identidade que esta a ser destruida

 
Às 25/6/10 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Neste caso está-se a preservar o património e não a destruir. E o prédio continua a ter telhado.

Quanto à capela do Espírito Santo, creio que também não conhece a história do edifício: a única destruição que lá houve ocorreu durante o Estado Novo, no interior do templo, para o transformar numa biblioteca.

 
Às 25/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

um telhado estragado mais parece um passador

 
Às 25/6/10 , Anonymous LCPinto disse...

Falando novamente na utilização futura que se desenvolverá neste edifício, pela sua localização central, bastante amigável, seria um factor determinante para a dinamização cultural e social de Sesimbra que a sua utilização, ao nível do piso térreo não ficasse confinada a horários administrativos, mas sim a horários pós-laborais com actividades lúdicas, com um comércio amigável - artesanato / cibercafé/ /livraria/jornais/sede dos principais jornais, Sesimbra TV, Rádio FM Sesimbra, alternativo ao movimento da Marginal que se verifica apenas no período sazonal.

 
Às 26/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

Dr. Aldeia a sua primeira afirmação:
"Neste caso está-se a preservar o património e não a destruir. E o prédio continua a ter telhado", mostra que de preservação de edificações percebe quase-nada!
A sua segunda opinação:
"Quanto à capela do Espírito Santo, creio que também não conhece a história do edifício: a única destruição que lá houve ocorreu durante o Estado Novo, no interior do templo, para o transformar numa biblioteca", mostra a sua cegueira em querer esconder a história da capela (biblioteca) no pós 25 de Abril!
O Dr. Aldeia poderia e deveria ter elasticidade intelectual para explicar as razões do abandono a que esta capela esteve sujeita durante quase trinta anos. Como sabe, não foi durante o "Estado Novo", foi nos anos dourados da "Democracia Ezequielinista", que a capela quase se perdeu!
Caro Dr. Aldeia tente perceber que a memória popular, ao contrário do que pensa, nem sempre é curta!

 
Às 27/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

vamos tambem falar da casa dos bispos tambem foi destuida no tempo do estado novo ?

 
Às 28/6/10 , Anonymous Anónimo disse...

Hoje a culpa é sempre do "Estado Novo". Durante a primeira república a culpa era sempre da Monarquia. E assim vamos andando sem ninguém assumir que a verdadeira culpa é da cultura indolente, preguiçosa, desonesta e corrupta revelada pela grande maioria dos Portugueses!
Enquanto assim for a maioria caminha, alegremente, para o fundo e os "espertos parvos" vão-se safando a ver os outros a afundar!
Acordem e não alinhem nas lérias destes "Espertos"!

 
Às 28/6/10 , Anonymous LCPinto disse...

Voltando ao antigo edifício das antigas Finanças: é óbvio, que quando falo deste edifício, como pólo aglutinador de várias actividades ligadas às artes, estou a sonhar um pouco, mas não pago imposto, e o espaço é escasso para tanta pretensão, eu sei, mas 30% das referidas já não era mau, as várias correntes de opinião em convívio, tinham o condão de revitalizar os menos saudáveis; se isso fosse uma realidade, quem me diz a mim, que não aparecesse por ali uma livraria “modernaça”, tipo “livraria/galeria de exposições de pintura/fotografia/cibercafé/tertúlias/souvenir’s/artesanato/ etc” aberta até tarde para concorrer com as tascas nocturnas, seria saudável, estou certo!
Se houvesse alguma viabilidade, estou certo que todo o comércio vizinho beneficiava.
Já agora alguém me sabe dizer onde há uma livraria, no verdadeiro sentido do termo, em Sesimbra?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada