ll

sexta-feira, março 12, 2010

Pormenor da vila de Sesimbra, vendo-se ao centro o 'Bloco do Moínho', projecto do arq. Conceição Silva.Detail of Sesimbra; in the center, the 'Bloco do Moínho', built to the design of the architect Conceição Silva.
[ clique para ampliar ]

4 Comentários:

Às 12/3/10 , Anonymous Anónimo disse...

Será que este projecto é só do Arq. Conceição e Silva,tambem deve ter tido mais intervenientes,mais que não seja algum Eng.Téc. Civi,ou Eng. Civil que elaborou a estabilidade,mas desse ninguem sabe o nome.É o costume.

 
Às 13/3/10 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Um edifício é sempre obra de muita gente, nomeadamente os pedreiros. Mas faz algum sentido destacar o nome de quem concebeu e desenhou o projecto: podia ter sido (também) um engenheiro, mas, neste caso, a autoria tem sido atribuída ao arquitecto Conceição Silva.

Nesta altura este arquitecto dirigia um grande gabinete, podendo colocar-se outra questão: que parte dos seus projectos não teria sido concebida por colaboradores seus? O arquitecto Tomás Taveira, por exemplo, que trabalhou lá, tem reivindicado a co-autoria dos edifícos da Torralta, em Tróia.

O mesmo, porém, acontecia com muitos dos mestres pintores do Renascimento, cujos quadros eram por vezes completados por pintores das suas oficinas. É uma questão sem solução, mas que também não interessa muito. Devem conhecer aquela história dum tipo que descobriu que os Lusíadas não foram escritos por Luís de Camões, mas sim por um outro poeta que viveu na mesma época, e que por coincidência também se chamava Luís de Camões. O que é que isso muda?

 
Às 13/3/10 , Anonymous Anónimo disse...

É claro que a concepção do projecto foi do Arqº Conceição e Silva e
não há dúvidas disso. No seu tempo foi um expoente máximo da arquitectura.
À data, o Arqº Taveira era apenas um desenhador do seu gabinete, com o valor que lhe era atribuído e que seguia as ordens do Mestre.
Não vamos confundir a Árvore com a floresta.
Xico

 
Às 20/4/10 , Anonymous Anónimo disse...

a árvore? ou um cacto com picos?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada