ll

segunda-feira, janeiro 25, 2010

O Sesimbrense - Janeiro de 2010.Local newspaper, January '10.
[ clique para ampliar ]

11 Comentários:

Às 25/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Aquele rapaz o lino antónio quer pôr o rossio na rua da botesca.
Existem regras para as infra-estruturas montadas em planos de água.Sejam docas de recreio,portos de recreio ,marinas etc.
Existe uma entidade que regula /fiscaliza,assim sendo será sempre a circunstância do porto de sesimbra.

 
Às 25/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Artur Cunha.

 
Às 27/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Visualizei a capa, e verifiquei que informavam sobre a edição online do jornal, tentei pesquisá-la mas não consegui, haverá algum engano?

 
Às 27/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Porto e pescas em destaque
Poderão esclarecer-me sobre uma coisa, quantos postos de trabalho acabaram graças à crise nas pescas em Sesimbra? Quantos postos de trabalho têm sido criados pelo Clube Naval? É que parece que o Porto de Abrigo é mais um porto de recreio, mas produção de postos de trabalho e riqueza para Sesimbra nem vê-los. Mais, aqueles que ao fim-de-semana enchem os estacionamentos junto ao CNS não páram na Vila. Isto não é Turismo! Não deveria haver um Planeamento Estratégico de forma a atrair estes forasteiros à Vila?

 
Às 27/1/10 , Blogger CMP disse...

Para o ultimo anónimo...

Talvez se existissem meios de transporte que ligassem a vila à doca os forasteiros aparecessem na marginal...

Era só um mini bus de meia em meia hora...chegava e sobrava...

 
Às 27/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

desculpe lá, mas que eu saiba existe durante a semana um autocarro para a doca de meia em meia hora, mas não me parece que os ditos frequentadores do clube naval queiram andar de bus...

 
Às 27/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

O pessoal tem de se consciencializar que o futuro de Sesimbra passa muito pela náutica de recreio associada ao mergulho e aos desportos de natureza. E isto não é irreconciliável com pesca local. Preocupem-se é em preservar os recursos marinhos para que os nosso filhos e netos possam manter a tradição piscatória da nossa terra.

 
Às 28/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Ai, ai que saudades da carreira (do Covas) prá doca. E o cheirete a pexanga...

 
Às 28/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Para o Anónimo...

Seria mais facil se o meu caro/a Amigo/a se identificasse, nem que fosse com um número... ajudava à comunicação.

Existe de facto um mini bus que percorre a distância desde a vila até à doca, mas:
1- Não há uma única paragem identificada na doca;
2- Não é às meias horas;
3- Não há ao fim de semana (ou pelo menos nunca vi);
4- E durante a semana, aquando das regatas ou provas desportivas que apanham esses dias, tenho visto atletas a irem para a vila nesses mini bus que raramente aparecem na doca...

Eu já dei uma solução válida... e o Caro Anónimo???

Fica o repto...

CMP

 
Às 28/1/10 , Anonymous Anónimo disse...

Vocês estão mesmo a ver aqueles forasteiros a ir de mini-autocarro (ainda estou em Portugal) até à vila? Tipo vai-vém? É que eu estou mesmo a ver. Também vejo que eles adoram Sesimbra para colocar o barquinho. Isto é demasiado jet-set para irem para a vila, o dinheiro eles deixam em Cascais, aqui só querem o mais em conta.

 
Às 19/2/10 , Anonymous Anónimo disse...

não é Artur Soromenho mas sim Artur Cunha

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada