ll

terça-feira, setembro 01, 2009

Sesimbra
Pescador de redes na marginal.A fisherman and his nets.
[ clique para ampliar ]

9 Comentários:

Às 2/9/09 , Blogger mili disse...

É sempre bonito ver o passado pitoresco de Sesimbra.

 
Às 3/9/09 , Blogger titia disse...

Tenho pena que a nossa terra mude tanto ,era linda con a venda do peixe en baixo das sentinas.
O turismo trouxe muito dinheiro...
Para nos nao hà lugar.

Quem aproveita disto tudo.E que direito?

 
Às 3/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Titia,
Quem aproveita é Sesimbra e Sesimbra são os sesimbrenses em geral. No tempo da venda nas sentinas, quantos pescadores e compradores, tinham carro, casa própria e passavam férias na Costa Rica, Rep. Dominicana e Brasil?

O OUTRO

 
Às 3/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Então os pescadores agora têm todos carro e casa e passam férias nesses sitios!!!!
Curioso conheço tantos pescadores, alguns têm casa própria outros carro agora um com tudo isso e a passar férias nesses destinos, não conheço até porque na maioria mal têm tempo para descansar.
O anonimo anterior deve ser vizinho de algum Politico que se diz pescador.
Nessas condições não havia falta de mão de obra na Pesca.

 
Às 4/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Hoje em dia quem não tem carro casa e férias

 
Às 4/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Que ridiculo O Anonimo N 2!!!!! Os pescadores no tempo das sentinas, alguns nem para comer tinham, quanto mais ter carro, moradia e ferias na Costa Rica e Brasil! Sim alguns compradores tinham carro eu lembro-me perfeitamente or casas herdadas pela familia, mas ate irem ao Brasil ou Costa Rica vai muito. Nao seja RIDICULO anonomo N 2.

 
Às 4/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

Falhei quando rspondi a palavra passe nao foi boa.

Dizia que eu tenho carro e posso ir en férias,mas palavra que tambem mepodia passar disso
Outra coisa Anonino é fàcil ,quem é?
Isto sera un segredo entre nos.

So vou a Portugal quandp nao estou
boa de moral,o cheiro das algas e do mar alimentam o meu desaroio.
Até amanha,quando olhar para o mar
diga-lhe que penso nele e que na minha vida fez-me falta o meu mar ,AZUL,VERDE,AZUL ESCURO et mais VERDE et AZUL e os barcos de guerra berço da minha infançia.

Boa -noite

 
Às 5/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

O que eu pretendi explicar à Titia, é que embora se perdesse alguma tradição e ambiente pitoresco em relação à pesca e venda do peixe, a modernização beneficiou o nível de vida dos pescadores e de muitos filhos de pescadores que passaram a trabalhar na lota (ramo da pesca) sem passar por vendavais. Isto apesar da Titia ser muito lacónica nas questões que deixa no ar.

O OUTRO

 
Às 11/9/09 , Anonymous Anónimo disse...

falei demais tenho a impressao!

Mas isto é para dizer-mos as nossas ideais.
Faço errosno Portugues ,porque nao pratico ha muito tempo.

Choquei alguem,desculpe z dor foi grande de ir fora do meu Portugal
Titia

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada