ll

segunda-feira, maio 25, 2009

Sesimbra
Marginal de Sesimbra: construção de um novo edifício.Seafront of Sesimbra: a new building being built.
[ clique para ampliar ]

45 Comentários:

Às 25/5/09 , Blogger Ana D. disse...

Mais outro...

 
Às 25/5/09 , Blogger mendogas disse...

Lá se foi o Altinho que eu em pequeno ia ver os barcos a entrar e a sair do porto de abrigo.
Eu e quase todo o bairro!
Mais um Hotel não?
O altinho era para nós o nosso miradouro!
O que estão a fazer?

 
Às 26/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Amigo Mendongas, o problema não é ser um hotel. O problema é ser mais uma grande barreira a tapar a vista para o mar e a criar a ilusão (que se está a tornar real) de que Sesimbra é uma falésia de BETÃO.
Podemos retorquir que naquele buraco não existia nada. É verdade! Mas naquele buraco deveria ser construída alguma coisa que respeitasse a paisagem e o relevo natural; alguma coisa que não descaracterizasse a beleza natural de Sesimbra!
Enfim, alguma daquelas coisas que não servem apenas, e só, para aumentar as receitas do IMI mas também se destinam aos interesses colectivos da população.

 
Às 26/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Estão a construir um prédio com estacionamentos Públicos, junto da praia como os comodistas gostam e apartamentos turisticos vocacionado para clientes estrangeiros em que na maioria dos casos são um regalo para a vista dos Sesimbrenses.
Concluo que este prédio é o mais valia para a comunidade, a perder fica o Benites(Algarvio) que fica sem o seu parque privativo.

 
Às 26/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

betãozimbra

 
Às 26/5/09 , Blogger mili disse...

Tenho pena que Sesimbra esteja a perder todas as suas pequenas grandes belezas. Qualquer dia a "minha Sesimbra" é só memórias...

 
Às 26/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Pelo que vi no boletim da CMS o Edificio é em volume identico ao do Roquette, inclusive foi-me dito que para as traseiras só tinha 1ºandar.
Quem passeava na marginal e olhava para cima via casas de habitação social já degradadas assim com o Edificio sempre esconde, e tem estacionamento Público o que é muito vantajoso para a população em geral.

 
Às 26/5/09 , Blogger mendogas disse...

Ao ultimo anónimo
tenho pena carissimo amigo que o anónimato esconda tanta IGNORANÇIA!
As habitações sociais a que se refere,são habitadas por gente honesta que sempre ali viveram.
Alguns até lá nasceram!
Não sei porque o amigo tenta esconder o pouco que ainda existe da verdadeira SESIMBRA!!!

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro, último, anónimo antes do Mendongas.
O que afirma é inacreditável!
Então, uma vantagem da construção do edifício é tapar o bairro? Tapar as pessoas que lá vivem? E pior, privá-las da vista para o mar?
O caro anónimo pensa exactamente aquilo que mais execrável se pode pensar! Privar os residentes dos seus direitos para promover a satisfação dos transeundes ocasionais, parece-me irracional e desumano.
Lamento, profundamente que o caro anónimo não defenda SESIMBRA e as suas GENTES!

UM SOCE PEXITE.

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Estes cometários são um espectáculo. O tesoura é que tem razão quando diz que, ainda faltam as providências cautelares e as vozes contra. Tenham vergonha! E dizem-se vocês pexitos?

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Em relação ao mendogas se reparar não mencionei pessoas apenas edificio até porque vivem pais e avós de amigos meus, agora não medigam que os edificios, são dignos, já lá entrou para ver o tamanho das habitações?, e à quantos anos não são reparados ou pintados, não é por acaso que a primeira fase do bairro já foi demolida, isto porque era um espaço que merecia ser restruturado.
Em relação ao Pexite não é de hoje que se tapam vistas, toda a nossa marginal têm edificios com alguns pisos e se recuarmos alguns seculos tambem a Fortaleza escondeu habitações e tirou vistas.
Quando se compram casas em sesimbra não se compram vistas, e este edificio acho que é a continuação dos edificios da marginal a mim o que me choca são as estradas degradadas e só agora se estar a fazer o saneamento.

PS-Existe um projecto de habitação social para aquele bairro com edificios de 3 pisos, espero é que sejam para pessoas que realmente precisem para não acontecer como no passado recente em que vendiam apartamentos sociais e compravam moradias no campo!!!!

Sesimbrense

 
Às 27/5/09 , Blogger Ana D. disse...

Tenho de concordar... habitação social... dessa há muita á volta de Lisboa. Aqui, há gente boa, bonita mas com tanto betão vai-se perder precisamente o "rústico" da vila e aquele modo de ser e de estar que tanto gosto.
Não tornem Sesimbra numa Caparica!
Faz muita falta o estacionamento... porque não o fazem mais lá em cima, á entrada da vila?
Eu sei que os terrenos são limitados, mas tem de haver outras alternativas que não seja só a Marginal.

 
Às 27/5/09 , Blogger mendogas disse...

Caro anónimo
Para mim ao mencionar os edificios
logo está a mencionar as pessoas que neles habitam!
Quanto ao conhecer as casas digo-lhe que fui criado dentro de uma!
E mesmo degradada como o senhor afirma não deixa de ser a casa da minha avózinha!
Planos de habitacões sociais para mandar as pessoas que sempre viverão em Sesimbra para a Charneca
para dar lugar a gente de fora acha bem?
Quantas pessoas de Sesimbra habitam os novos prédios da marginal?
Veremos o que vai acontecer á 1ª fase do Bairro e depois falamos
tenho é pena de não saber com quem estou a falar!

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

ATENÇÃO! Já viram o alinhamento desta construção, isto vaí ser um autêntico mamarracho.

 
Às 27/5/09 , Anonymous L C Pinto disse...

Tenham calma amigos, o que ali estava era zero!
O que está a nascer naquele local é:
riqueza
trabalho
negócio
comércio
postos de trabalho
estacionamento
habitação
beleza
dignidade
vida
muita vida
etc
etc

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Plenamente de acordo com o LC Pinto, é uma mais valia para a vila e suas gentes.

Sesimbrense

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Deve ter sido mais um projecto aprovado pelos visionários do PCP e do PSD.....

 
Às 27/5/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Deve ter sido aprovado por todos os partidos, portanto pode colocar na lista também o PS.

E sendo assim, é excusado enviar mais comentários com referências partidárias. A campanha eleitoral está na rua, há por aí muitas iniciativas adequadas para esse debate, tanto mais que temos aqui um investimento europeu (irlandês).

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Em resposta ao L C Pinto disse... Podiam fazer isso tudo..mas em bom... assim é que não...

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

SESIMBRENSES, se qurem saber mais sobre esse edificio que vai ser construido, Log Webside. www.pruntys.com

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

SESIMBRENSES, se qurem saber mais sobre esse edificio que vai ser construido, Log Webside. www.pruntys.com

 
Às 27/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Por favor visitem este site,
www.sesimbrashell.com

 
Às 27/5/09 , Anonymous L C Pinto disse...

Sabemos que os intervenientes no negócio o pretendem rentabilizar ao máximo.
Cabe à CMS tirar vantagens adequadas -estacionamento (por exemplo).
Vi uma foto do ante-projecto, vai-me dizer que tem volumetria a mais...onde se metia o estacionamento?
O óptimo é inimigo do bom!

 
Às 28/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro, Luis Cagica Pinto o óptimo deve ser a melhoria do bom. É isso que devia ser promovido. Tudo se pode fazer com equilíbrio e bom senso, estacionamento, hotelaria habitação para as populações locais, equipamentos sociais, etc...O que não se pode fazer é tapar as habitações dos Sesimbrenses só porque são pequenas e antigas, o que não se pode fazer é despresar os naturais de Sesimbra e enxutá-los para o campo, o que não se pode ter é uma terra sem os seus residentes naturais em nome do desenvolvimento do turismo. O que não se pode nem devemos permitir ter, é uma Sesimbra que serve para tudo menos para os seus naturais.
Nunca teremos desenvolvimento democracia e liberdade se estas não estiverem ao serviço das pessoas!
Sesimbra e as suas gentes têm que acordar deste falso embalo a que a nossa autarquia nos habituou! Os pexitos têm que saber destinguir o que nos favorece e o contrário, os pexitos têm que saber defender os interesses de Sesimbra e das suas gentes!

O Soce Pexite.

 
Às 28/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Fique claro para a Mendogas que o bairro do Alto do S. João onde parte da habitação social foi demolida numa 1º fase é também ela para hab. social, a C.M.S deveria era impor clausas nos contratos para salvaguardar os próprios Sesimbrenses, isto porque muitas pessoas preferiram vender os seus apartamentos (nos edificios dos Correios a pessoas de fora) para se mudarem para o campo.
É impossivel salvaguardar vistas em Sesimbra, e se a Mendogas herdasse um edificio de R/C e o deitasse a baixo para o reconstruir, claro que ia aumentá-lo ,mesmo que projudica-se a vista de alguns vizinhos porque só assim ia rentabilizar o investimento, nestas questões é preciso ter coerencia e sensatez.

Para mim a Mendogas também é uma anónima, porque não a conheço!


Sesimbrense

 
Às 28/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

O "desenvolvimento" em Sesimbra eatá recheado de erros idênticos aos cometidos no nosso Algarve. Sesimbra voltou aos anos setenta. É pena!

 
Às 28/5/09 , Blogger mendogas disse...

Para o 25 anónimato.
espero que a senhora tenha razão e que o que deitaram abaixo se erga para quem já lá habitava,eu vou esperar pra ver!
Mas digo-lhe já que duvido bastante!
Se a senhora acha que eu estou no anónimato então desculpe,pensava que a ignorancia era só referente ao bairro,porque se quizer eu estou bem identificado e com um H de homem bem grande!

 
Às 28/5/09 , Anonymous L C Pinto disse...

Caro S P, utilizando as suas palavras, -" os pexites tem que saber defender os interesses da sua gentes...nunca teremos desenvolvimento democracia e liberdade se estes não tiverem ao serviço das pessoas...tapar as habitações de Sesimbra só porque são pequenas e antigas...despejar os naturais...".
Não serão um pouco exageradas e fora de contexto?...permita-me um pouco politizadas?
Eu não quer neste blogue entrar nesse campo, não é apropriado por várias razões embora tudo na vida sejam actos políticos, tambbém eu sou saudosista quando passo pelos passadiços do Macorrilho e Alcatraz e não os vejo, foi lá que ensinei os meus filhos a nadar.
Voltando ao que nos move, algumas décadas atrás foram construidos na Marginal, vários edifícios de dois, três e quatro pisos (Roquete, Varanda, Soc Musical e outros, inclusivé o próprio Hotel Espadarte, que levantaram o mesmo tipo de controvérsia "tapando" a vista de outras habitações, hoje seria impensável que as pessoas em geral as contestassem, porque pouco a pouco vão aceitando e vendo até os benefícios para a sua Sesimbra e a sua saudável actividade económica.
A foto do empreendimento que está em causa é bem explicita quanto as exigências de infraestruturas que obviamente oneram o empreendimento, quer a volumetria fosse grande ou pequena, quer eu dizer que isso pesou eventualmente no projecto final.
Embora não estando totalmente de acordo, comungo também algumas das suas preocupações.

 
Às 28/5/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não vale a pena enviarem comentários partidários, nem anti-partidários. As campanhas eleitorais estão aí: aproveitem, participem nos comícios, nos debates e nas passeatas, divirtam-se e sejam felizes.

 
Às 28/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Mais uma vez, caro Luís Cagica Pinto, pretendi apenas dar a minha opinião sobre a construção do edifício em questão. Garanto-lhe que não tenho opiniões partidarizadas nem estou nem nunca estive ao serviço de algum partido. Sou apenas um Sesimbrense que gosta da sua terra. Se me percebeu, respeito muito as suas opiniões, não só pelo que escreveu neste post, mas também, em muitos outros que tem participado. Pretendi apenas dizer que o óptimo pode ser o aperfeiçoamento do bom.
Pretendi, também dizer que as opções devem ser pensadas, estudadas, debatidas e discutidas a favor e respeitando as populações locais.
Sesimbra deixa de o ser sem os seus Sesimbrenses!

Cumprimentos respeitosos do
Soce Pexite.

 
Às 29/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Desculpem a ignorância , mas algum dos edifício novos construidos à beira mar obrigaram ao despejo ou realojamento de alguns moradores ? Alguém disse que habitação social é sinónimo de gente desonesta ? O problema da volumetria dos edifícios é por um lado economia e por outro falta de sensibilidade ou incapacidade dos tecnicos(?) da CMS que aprovam os projectos.

 
Às 29/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro mendogas não responda a este tipo porque ele ou é politico ou é parvo
em relação a este post ele já falou de todas as maneiras

soce tás mesmo a aparvalhar

 
Às 29/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Vou dar um exemplo
em uma fabrica na Belgica o 1º empregado a chegar deixa o carro a umas centenas de metros de distancia.
Perguntaram-lhe porque deixava o carro tão distante?
Ele respondeu
isto é para que os colegas que chegam mais atrazados possam ter lugar mais proximo para estacionar!

Os prédios á beira mar não desalojaram Sesimbrenses,mas porque não construiram á beira mar para os Sesimbrenses?
Porque não fazem os hoteis na 1ªfase do bairro e deixam os PESCADORES Á BEIRA MAR?
estão a servir os intresses da população/Pexita?
Por favor não digam que isto é politica porque eu pegava nos politicos e nos partidos todos e metia-os todos no mesmo saco e mandava-os eu sei para aonde.
Este anónimo eu respeito-o como respeito qualquer outra opinião mas ele de certeza que não é de Sesimbra assim como outros comentadores que para aqui vem cagar postas de pescadae que enriquecerão não sei como mas uma grande parte á conta dos PESCADORES de Sesimbra
tenho dito

 
Às 29/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Perfeitamente de acordo com a intervenção do ultimo anónimo, as pessoas dizem mal só por dizerem, com a agravante de avaliarem o aspecto fisico de um edificio sem nada perceberem de arquitectura, e nem sequer terem visto o projecto.

Sesimbrense

 
Às 29/5/09 , Anonymous L C Pinto disse...

Mais uma vez, caro S P, no essencial estamos de acordo somos apenas Sesimbrenses que gostamos da nossa terra, cada vez mais!
Isso não obsta que sejamos críticos, cada um segundo o seu ponto de vista. O importante é que continuemos a nos respeitar.
Quando era miúdo, via com frequência, os "salamalecos" que os Sesimbrenses faziam às pessoas que nos visitavam - umas eram merecedoras outras nem tanto, em contrapartida entre si no dia a dia havia muito azedume, muita inveja por "dá cá aquela palha"!
Por mim estou de consciência tranquila!
Como Sesimbrense desejo que a Pesca e o Turismo vistam a mesma camisola e ninguém fique para trás e assim teremos uma Sesimbra mais fortalecida mais robusta e mais rica no verdadeiro sentido do termo.
Os meus respeitosos cumprimentos,
Luis Filipe

 
Às 29/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Mas os sesimbrenses podem ter essas casas à beira mar , basta comprá-las . Ou queriam de borla ? P'ra depois as venderem aos preços do mercado ? Há aqui pessoas que pensam que só elas é que são de Sesimbra , que só elas é que sabem o que é bom para a vila , só elas é que ... etc, etc . Tenham dó !

 
Às 30/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro anónimo
Os Sesimbrenses ou pexitos como quizer os identificar
não precisam de comprar casas á beira mar, porque Sesimbra toda ela esta á beira mar plantada!
DÓ eu tenho mas é do senhor/a
porque deve ter alguma coisa que eu não compreendo.
desde o primeiro comentário que tenta dizer qualquer coisa e não é capaz de se esprimir!
1º as pessoas vendiam as casas sociais e ia pro campo,agora as casas á beira mar não deveriam ser dos Sesimbrenses senão vendiam-nas plo preço do mercado,e depois por falta de argumentos aparece o tal etc,etc.
Dó tenho eu de si carissimo!!!
Porque a inveja e a loucura são dois males sem cura!!!

 
Às 30/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Qual primeiro comentário ? Caríssimo , "anónimo" quer dizer ,alguém que não se identificou , leia com atenção antes de escrever porque quem está confuso é você .E quanto ao que os sesimbrenses querem, você fale por si, porque ninguém lhe passou procuração para falar por todos.

 
Às 30/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Dou mais uma vez razão ao ultimo anónimo, a Mendogas pensa que é a razão e porta voz de Sesimbra , com todo o respeito, mas a senhora não tem razão alguma para além de andar baralhada nos seus comentários.
Guardem os comentários para mais tarde e aconcelho irem a estes sites consultarem as fotos do edificio.

Sesimbrense

 
Às 30/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

O que eu acho é que tanto no Ezequiel Lino, como no Amadeu como no Augusto, reconheço-lhes amor à sua terra e independentemente de poderem agradar a todos ou não (nem Deus o consegue), considero que se esforçaram no desenvolvimento e protecção de Sesimbra e o eleitorado tem reconhecido esse trabalho prorrogando os mandatos. Se querem respostas às vossas questões, tenham tomates, dêem a cara e apareçam nas reuniões de Câmara e Assembleias Municipais.

O OUTRO

 
Às 31/5/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Parece-me que há aqui uma série de malentendidos, que estão a provocar uma confusão desnecessária. Mendogas não é nenhum anónimo: é um sesimbrense que também tem um blog e que há muito tempo faz comentários interessantes no blog Sesimbra - e de quem me recordo quando tocava na banda de música, era ele ainda muito novinho.

Não se justifica tanta irritação apenas porque as pessoas têm opiniões diferentes.

 
Às 31/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Eu aceito que o homem do gaz e todos os outros tenham opiniões diferentes o problema é que vêm para aqui com insinuações, sugestões e questões, sobre as quais técnicos e autarcas poderiam elucidar mas aqui não o fazem porque não é o local apropriado. Mas se as opiniões fossem colocadas a quem de direito talvez todos ficássemos mais esclarecidos e existisse menos especulação.

O OUTRO

 
Às 31/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Também eu pensava que Mendogas era uma senhora, obrigada por esclarecer.
Toca na Banda da Musica o senhor Mendogas e já agora qual é o seu blog, que gostaria visitar?

 
Às 1/6/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

A identificação 'mendogas' tem um link para o perfil de blogger, onde está outro link para o blog 'o pescador'.

Já aqui neste blog participei em algumas discussões sobre o urbanismo — não como urbanista, que não sou, antes como simples cidadão — mas costumam ser debates cansativos, com insinuações e ataques pessoais à mistura, e sobretudo com toda a gente convecida das suas ideias e pouco disposta a escutar os outros. É um debate de surdos.

Um destes dias um senhor deu uma entrevista à Sesimbra TV onde afirmou que na zona da Cotovia se "destruiram todas as casas apalaçadas" que por lá havia. Trata-se uma falsidade quase absoluta: o que caracteriza aquela zona é que se manteve a esmagadora maioria dessas casas apalaçadas (Quintinha, San Payo, Vila Eugénia, a casa que pertenceu ao filósofo Orlando Vitorino, e há mais. É verdade que se destruiram algumas outras casas interessantes, mas que não podem ser designadas como casas apalaçadas, e, em contrapartida, construiram-se outras boas casas, infelizmente hoje, em geral, tapadas por muros e painéis.

Mas adianta apresentar esta visão mais realista? Não adianta. O que muitas pessoas continuarão a dizer é: "destruiram tudo!"

E depois, tal como havia antigamente os "revolucionários de café", que resolviam os problemas do mundo entre dois cariocas de limão, hoje há também muitos teóricos do património que sabem tudo sobre a "destruição" que dizem que foi feita, mas não conhecem nem desfrutam do bom que temos do nosso património contruído: lendo sobre o assunto, visitando, fotografando, partilhando.

Não estou motivado para debates com este tipo de "convicções" de que "tudo foi destruído". Respeito a opinião dessas pessoas, porque imagino que se tratam de fortes convicções, mas prefiro debater e aprender com quem sabe.

 
Às 3/6/09 , Anonymous SHK disse...

O problema de urbanismo de Sesimbra já não é de agora, nunca deveria ter sido permitido construir na vertical como acontece por exemplo com o Edifício Roquete, todos os edifícios junto ao mar deviam ser em escadaria, exemplo disso é o Hotel do Mar. Não só estraga a vista de quem mora por detrás destes edifícios como descaracteriza a Vila quando esta é vista do mar.
Quanto a este novo bloco de betão, o que não consigo perceber é qual a razão de permitirem que a cota do edifício ultrapasse a do Roquete ficando ainda mais dentro da estrada. Este mesmo problema também se passa na ampliação do Externato Santa Joana na Av. da Liberdade, porque razão é que não é respeitada a cota do Cineteatro João Mota ficando tudo alinhado. Confesso que nada percebo de arquitectura mas este tipo de construção faz-me confusão.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada