ll

segunda-feira, maio 11, 2009

Carlos Pereira Carlos Silveira Carlos Cunha
Delfim Leitao José Cardoso José Sargaço Luis Cabacinha
Equipa de Hóquei do Grupo Desportivo de Sesimbra (1978).Hockey Team of Sesimbra (1978)
[ clique para ampliar - passe o cursor nas imagens para ver os nomes]

11 Comentários:

Às 11/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Foram estes que ganharam a taça cers?

 
Às 11/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Tinhamos uma equipa com muito bons jogadores.

 
Às 11/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Nao ,estes foram os que subiram de divisao,depois dem 81/82 salvo erro alguns destes com outros reforços ganharam a taça europeia.
Velhos tempos em que para se arranjar lugar no pavilhao tinhamos que ir com horas de antecedencia...
Esta é uma modalidade fantastica, e em sesimbra continuam a haver bons practicantes,mas o empolgamento do povo já nao é o mesmo,é pena,mas temos de viver o presente !!

 
Às 12/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

As pessoas tornaram-se comodistas, dai deixarem de ir aos jogos e preferirem a Sportv no sofá, já os miudos preferem desportos radicais e a PSP.
Impolsionado por estes jogadores tambem cheguei a jogar Hóquei no desportivo e nas Centinas, agora nem se vê miudos a jogarem futebol nas ruas e muito menos Hóquei.

 
Às 12/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Os tempos realmente são outros, até no facto dos clubes terem passado a ser geridos, na sua grande maioria, por indivíduos sem nível, a maior parte dos quais estão ligados aos clubes não para o servirem, mas para se servirem deles. Esta problema não existe só aí em Sesimbra, é uma situação infelizmente generalizada neste país, com muitas autarquias a ajudar á festa, colaborando com esses mesmo pseudo dirigentes, entregando aos clubes milhares e milhares de euros em prejuizo claro das populações,que poderiam ver algumas das suas reivindicações muito mais facilmente resolvidas. É por isto que cada vez mais há menos pessoas a ir aos campos de futebol ou aos pavilhões. Quem é que acredita nesses dirigentes de meia tijela, muitos dos quais metidos nos clubes há 15 ou 20 anos? É o descredito total para essa cambada que deveria ter vergonha na cara, e que são os principais responsáveis pelo desinteresse cada vez maior das pessoas em relação aos seus clubes.

 
Às 12/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

A este último anónimo convido-o a encabeçar uma lista para a direcção de qualquer colectividade. Depois falamos. Falar uma custa, mas dar o corpo ao manifesto dia a pós dia em nome da comunidade não é para todos.

 
Às 12/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro anónimo,

Os clubes são geridos por dirigentes eleitos democraticamente pelos respectivos associados e estão em funções enquanto detêm a confiança daqueles que os sufragaram.Regra geral dedicam-se à causa e trabalham também para satisfação dos adeptos(quando o clube ganha),os quais não reconhecem o trabalho voluntário e anónimo desenvolvido em estruturas que hoje são autênticas empresas mesmo ao nível dos distritais.
Por acaso já lhe ocorreu que os euros com que as autarquias subsidiam os clubes também são consequência das reivindicações das populações que exigem o direito constitucional à actividade desportiva. E duvido que as pessoas recusem ir aos estádios por causa dos dirigentes, mas antes por outras razões, entre elas os preços e a qualidade do espectáculo e das arbitragens, PORQUE COMO JÁ REFERI O ADEPTO NÃO SE PREOCUPA COM OS DIRIGENTES, MAS SIM COM OS RESULTADOS.

O OUTRO

 
Às 12/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Excelente ideia esta de relembrar as grandes conquistas da nossa equipa de Hóquei nos finais de 70 e princípios de 80.
Estes anos de ouro do Hóquei Patins de Sesimbra devem ser relembrados e dados a conhecer às gerações actuais.
O ambiente que se vivia no pavilhão durante os jogos era indescritível, o apoio de "Sesimbra" à sua equipa foi o momento mais alto do associativismo na nossa terra.
Na época, uma caixa de peixe vendida na lota rendia um escudo para o GDS, os comerciantes ajudavam como podiam o público enchia o pavilhão e cada vitória sobre o Porto ou Benfica era uma festa colectiva que se torna hoje difícil de descrever.
Lembro-me que da muito ruidosa, numerosa e apaixonada claque do Sesimbra fazia parte o jovem Luís Sénica. O sucesso e a notoriedade que o Luís alcançou (e que muito nos orgulha) é quanto a mim o melhor fruto desta época histórica do desporto Sesimbrense.
Caro J. Aldeia, continue a publicar memórias dos feitos destas grandes equipas de Hóquei do Sesimbra.

Um Pexito.

 
Às 13/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Parece-me que o nome do Carlos Silveira e do José Cardoso estão trocados sobre as fotos, mas não tenho a certeza. Alguem me pode confirmar?

 
Às 13/5/09 , Anonymous Anónimo disse...

Os nomes não estão trocados com as fotografias. O José Cardoso era conhecido por José Pedro Flores, só não sei se tem ou não Cardoso no nome.

 
Às 19/5/09 , Blogger Anónimo disse...

Que boa ideia relembrar esta excelente equipa de Hóquei que conseguiu ganhar a 1ª edição da Taça CERS, o que se calhar muitos sesimbrenses não sabem. Os meus parabéns para estes campeões.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada