ll

quinta-feira, abril 09, 2009

Sesimbra
Vista do Castelo de Sesimbra.View form Sesimbra castle.
[ clique para ampliar ]

18 Comentários:

Às 9/4/09 , Blogger Don'Ana disse...

Vejo ao longe as antenas... para quê tantas se continuo sem rede no meu telemovel ^_^ !
Boa foto, como sempre!

 
Às 9/4/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

São as antenas dos cabos submarinos. Em Setembro de 1972 a ARA (Acção Revolucionária Armada, grupo ligado ao PCP) fez explodir estas instalações à bomba. São inestéticas e deveriam ter um tratamento qualquer para atenuar o impacto visual.

Em primeiro plano está o morro onde funcionou a forca, agora com um moinho sem velas.

 
Às 9/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Nao fazias parte desse grupo?

 
Às 9/4/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não. E também não ia colocar bombas mesmo ao pé de casa.

 
Às 9/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Visite o Castelo de Sesimbra.

 
Às 9/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

...E se fosse longe de casa???

 
Às 9/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Ao longe o Castelo de Palmela.

 
Às 11/4/09 , Blogger Don'Ana disse...

Mais uma que não sabia!
Para mim, ficariam sempre com o carimbo de antenas de telemóveis! ^_^
Obrigado e Boa Páscoa***

 
Às 11/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Pobres Comunistas! Querem lá ver que as pessoas agora começam a recordar toda a porcaria que fizeram e a que tentaram fazer mas não conseguiram?
Querem lá ver que se vão recordar do ódio que destilavam contra tudo e contra todos?
Querem lá ver que se vão recordar dos tempos em que ter uma braçadeira do PCP era "SER UMA AUTORIDADE"
Querem lá ver que se vão recordar dos crimes que se cometeram contra o património edificado "porque era dos FASCISTAS"
Agora que que os Comunistas de Sesimbra estão tão calminhos e convertidos ao Néo-Liberalismo, vêm para aqui recordar estas coisas? É Injusto!!!

 
Às 11/4/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

A fotografia não tinha a intenção de fazer recordar nada disso, mas fez bem em lembrar. Eu acredito que o ser humano, individualmente ou em sociedade, mas em todos os casos, é sempre uma mistura muito contraditória de impulsos, nem sempre altruistas. É por isso que não fazem sentido as visões dos moralistas radicais, sejam os que se apregoam puros e perfeitos, sejam os que caracterizam os outros como maléficos. A luta contra o regime de ditadura que prevaleceu até 1974 merece ser recordada, até para se perceber que nem uns nem outros, situacionistas ou oposicionistas, eram absolutamente bons — nem absolutamente maus.

 
Às 11/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Tem razão!

 
Às 11/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro anónimo naquele tempo não exestiam socialistas tudo e todos que nâo fosse fascistas era suposto ser comunistas ,talvez tenhas um familiar que pertenceu á mocidade portuguesa que tinha como sede a escola santa joana

 
Às 12/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro anónimo, por acaso, não tenho familiares nem amigos que tenham pertencido à Mocidade Portuguesa.
Não sei qual é o tempo a que se refere, eu referi-me ao pós 25 de Abril.
Entendo a sua visão "Bipolar". Num lado os "Fascistas" do outro os "Grandes Democratas do PCP".
Pois é! Bem que os comunistas tentaram que assim fosse. Valeram-nos, na época, uns Verdadeiros Democratas que após 48 anos de Ditadura Fascista evitaram que se instalasse uma igual ou pior Ditadura Comunista.
Pois é! Querem lá ver que o pessoal se vai recordar dos assaltos às casas de férias dos "Fascistas de Lisboa"?
Querem lá ver que o pessoal se vai recordar dos insultos feitos aos banhistas na fila da UCAL (porque bebiam o leite que era do pessoal da terra)?
Querem lá ver que o pessoal se vai recordar como eram mal tratadas as pessoas que passavam férias em Sesimbra apesar de cá deixarem o seu dinheirinho no comércio local e nas casinhas que alugavam?
Querem lá ver que o pessoal se vai recordar que a culpa das faltas de água no Verão era dos banhistas e não da Câmara?
Querem lá ver que o pessoal vai reparar que agora os pexitos moram todos no campo porque a Vila é só para os "Banhistas de Agosto"?
Querem lá ver que o pessoal vai reparar que o preço de uma casinha em Sesimbra só é acessível para os "Grandes Capitalistas"?
Querem lá ver que o pessoal vai reparar que os antigos comunistas
se converteram e aliaram aos interesses do "Grande Capital"?
Querem lá ver que o pessoal vai reparar que Sesimbra, agora, já não é para os Sesimbrenses, mas só para os "malditos" Fascistas do antigamente?

 
Às 12/4/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Caro anónimo: sim, vamos recordar tudo isso, sempre que for oportuno, não há qualquer problema. Mas não vai ser, seguramente, nos termos em que se exprime. O período a que se refere foi fértil em visões e actuações radicais, para um e outro lado, mas o caro comentador parece que continua, anacronicamente, na mesma onda. Se bem o entendo, acha que não se devia falar nestes assuntos: creio que não lhe vão fazer a vontade.

 
Às 12/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

Caro anónimo não se enerve isto é só um belo blog e com qualidade.

 
Às 14/4/09 , Anonymous Anónimo disse...

E o outeiro redondo, merece algum comentário?

 
Às 28/3/12 , Blogger mãos com jeito disse...

Moinho da forca! linda foto.Obrigado!

 
Às 28/3/12 , Blogger mãos com jeito disse...

Moinho da Forca, boa foto, boas recordações de Santana/Corredoura!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada