ll

quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Sesimbra
Metade do horizonte com Sol, enquanto a outra metade se cobria de nuvens escuras, proporcionou esta insólita vista de fachadas iluminadas contra um céu de chumbo.Half sunny, half cloudy, an unusual sight of the illuminated façades against a leady sky.
[ clique para ampliar ]

20 Comentários:

Às 5/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Está agradável esta zona da vila,os comerciantes locais e os visitantes muito irão lucrar com isso e todos ficamos a ganhar , agora é tempo de se dedicarem a criar e melhorar as infraestruturas públicas para melhoria das condições de vida dos sesimbrenses que não vivem do turismo nem à beira mar mas que aqui vivem todos os dias do ano.

 
Às 5/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Parece Marbella

 
Às 5/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

A mim não me parece nada Marbella →

 
Às 6/2/09 , Blogger Hilda disse...

Funny effect, that. Happens here every now and then too.

Love the colors of the umbrellas!

 
Às 6/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Mas essa é uma vista geral não uma vista interior

 
Às 6/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Na realidade, a fotografia não favorece esta zona da vila, daí a comparação a Marbella.

ZZ

 
Às 6/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Esta Foto vai valorizar assim que o Toni faça uma esplanada fechada.

 
Às 6/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Aquele recanto ali à esquerda com sombra e tudo , já tem destino ? Será o local de apoio aos vendedores de peixe?

 
Às 6/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Peço desculpa mas que falta de respeito só dizem é mal ,eu gosto muito da recuperação deste largo ,como os srs não teêm gosto é por isso que falam dessa maneira

 
Às 7/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Os srs. não têm gosto ? E você ?
Será que o tem ? Permita-me que duvido...

 
Às 8/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Realmente parece o Sul de Espanha

 
Às 8/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Quem dera a Sesimbra parecer o sul de Espanha

 
Às 8/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Também não exagerem. A zona antiga da vila é bem pitoresca. Os edifícios que se têm erguido nas útlimas décadas é que teêm desfigurado a vila.

 
Às 12/3/09 , Anonymous Pelim disse...

Boa Tarde,

Bastava pintar e arranjar o casario e arruamentos de Sesimbra para ser uma bela terra.

Hoje pode orgulhar-se de ser a Quarteira da Costa Azul...

Pelim (FM)

 
Às 12/3/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Uma terra é, essencialmente, as pessoas que nela vivem. Sesimbra não é a Quarteira, nem na visão superficial dos apressados, nem na vivência das suas gentes. E orgulha-se de ser aquilo que é, essência que não está disponível em folhetos de propaganda nem é vendido como produto turístico.

Visualmente, a Quarteira é isto e isto. Nenhum genuíno sesimbrense alguma vez poderia confundir as duas povoações, e insultar dessa forma a sua própria terra.

 
Às 12/3/09 , Anonymous Pelim disse...

Boa Tarde,

Estranho a forma violenta como respondeu ao meu comentário alias como a muitos outros como se fosse o detentor da verdade ou tivesse interesses ocultos que o obriguem ã ficar toldado e a não querer entender o que é uma analogia.

O meu humilde comentário só pretende dignificar a arquitectura tradicional versus as obras pindéricas tipícas das existentes no sul de Espanha e que foram copiadas pelos autarcas algarvios nos anos 80 e que pelos vistos bem aceites por si. Veja-se as recentes esculturas que são cópias fiéis das existentes nas localidades algarvias.

A minha intenção era dar uma singela opinião. A sua resposta denota interesses na matéria? Desculpe-me a pergunta mas sinceramente fiquei com esta percepção e espero que não o tenha ofendido em algo de pessoal.

Pelim (FM)

 
Às 12/3/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

A minha resposta não é violenta: leia bem. Violento é o comentário dizendo que Sesimbra é a "Quarteira da Costa Azul".

O que fiz eu? Simplesmente isto: indico duas fotos da Quarteira que mostram que não tem razão. E não aceito esse "pinderiquismo", como lhe chama, visível nas fotos da Quarteira — o que digo é que recuso a analogia que faz com Sesimbra. Tenho o direito de recusar: afinal, expresso apenas a minha opinião. Se a acha violenta, é talvez porque não está habituado a ser contrariado. Mas vá-se habituando, caso continue a vir aqui fazer analogias, como essa de chamar a Sesimbra a "Quarteira da Costa Azul".

 
Às 13/3/09 , Anonymous Pelim (FM) disse...

Bom dia,

Realmente e depois de reler as nossas missivas devo reconhecer que não terá sido assim tão violenta mas fiquei magoado quando referiu que eu estava a insultar Sesimbra.

E aceito que a comparação peca pelo exagero mas acredite que fico chocado com as intervenções modernistas, para não dizer pindéricas, existentes numa terra que detêm uma beleza ímpar.

Por fim permita-me dar-lhe os parabéns sinceros pela qualidade dos temas , das fotos e por demonstrar um interesse profundo e genuíno pela nossa piscosa Sesimbra.


Pelim (FM)

 
Às 13/3/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Agradeço os seus comentários, e também reconheço que temos de dar algum desconto uns aos outros pelo facto desta forma de escrita despersonalizar a comunicação. Esse exagero de linguagem é uma característica actual: diz-se que o trânsito está um "caos" quando ele apenas está difícil, ou complicado ("caos" significa absoluta ausência de qualquer ordem); diz-se que os país "bateu no fundo" com o mesmo exagero. É uma moda. Mas agora imagine que está junto a uma pessoa amiga, uma jovem, que comete um ou dois erros de linguagem: você chama-lhe "ignorante"? Ou "analfabeta"? No tratamento com as pessoas, ou as terras, de quem gostamos, creio que devemos evitar essa linguagem metafórica exagerada. São inúmeros os casos de pessoas de fora que não se cansam de elogiar Sesimbra: esta Sesimbra que temos hoje. Como é que podem os próprios da terra dizer tanto mal dela? Se as pessoas dizem isso porque amam a terra e gostariam que ela fosse diferente, temos de aceitar, mas não somos obrigados a concordar.

 
Às 13/3/09 , Anonymous Pelim disse...

Boa Tarde,

Tem toda a razão!

obrigado e bom fim de semana.

Pelim (FM)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada