ll

segunda-feira, janeiro 05, 2009

Sesimbra
[ clique para ampliar ]
Angra, utilizada como porto de abrigo pelos pescadores de Sesimbra. Só com a construção do paredão anterior ao actual é que as areias se deslocaram da Praia de Água Doce para este local, formando a praia da Doca, ou Praia de Ouro →. A estrada nova que se vê na foto, foi construída nos anos 50, no mandato do presidente José Roquette."Angra", used by the fishermen of Sesimbra as a precarious harbour. Later, the building of a new pontoon caused the formation of a new beach in this place: the Golden Beach →.

14 Comentários:

Às 6/1/09 , Anonymous Luís Cagica Pinto disse...

Não vivendo na terra onde nasci, há aproximadamente 40 anos, sentimos necessidade de compensar essa falta com alguma coisa que nos aproxime.
Tenho como hobby coleccionar todo e qualquer documento respeitante "à minha Sesimbra".
Através do blogue do João Aldeia, que considero com um nível elevado na divulgação da nossa terra, faço captura d'alguns documentos de Sesimbra antiga.
Esta foto em questão não a conhecia, é portanto anterior ao molhe antigo, e fez-me reflectir o que poderia ser a nossa terra se as infraestruturas portuárias tivessem sido feitas mais a sudoeste.
Luís Cagica Pinto

 
Às 6/1/09 , Anonymous Helena Vidal disse...

Também não vivo na terrinha há 20 anos.
Este blog "mata-me" as saudades.
Até já vi uma foto de meu irmão, na Rua da Fé, de mão dada com a Gina à porta do João Mota, verdade!
Quanto à foto: Ai o passadiço e a praia das pedrinhas!!!!!!
Aproveito para felicitar este blog e desejar a continuação do excelente trabalho.
Helena Vidal

 
Às 6/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

Até quem vive na terrinha sente saudades aos ver estas fotos...

 
Às 6/1/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

O caso da praia que aqui existiu é muito curioso. Para as pessoas da minha geração, particularmente para quem a frequentou — como foi o meu caso — deixou grandes saudades; até a evocação do seu nome ("praia da Doca", mais do que "praia nova" ou "praia d'Ouro") emociona. Já algumas pessoas aqui lamentaram que a construção do porto a tenha destruído. Mas tal praia nunca teria existido se não existisse esse desejo, com mais de cem anos, de que Sesimbra tivesse um porto.

Na altura desta foto, a grande praia para jogar à bola era a que se vê ao fundo, a "praia de água doce" (até porque os areais frente à vila estavam ocupados com barcos e apetrechos); parece pequena, por causa da maré-cheia, mas era enorme. "Angra" e "praia de água doce" também seriam nomes para evocar saudades à geração que ali jogou à bola, mas que já quase desapareceu.

O assoreamento que levou ao nascimento da "praia da Doca" quase fez desaparecer essa outra praia, que ficou reduzida a umas pedrinhas, e passou a ser então conhecida como "praia das pedrinhas". Quanto à praia da Doca, pode dizer-se: "o porto a trouxe, o porto a levou..."

 
Às 6/1/09 , Anonymous Mimila disse...

Olá Lena. Também sou visitante assidua deste blog. Pena é por vezes ser tão mal comentado. Já "matei" muitas saudades através dele e contigo pode acontecer o mesmo se acederes a imagens em meses anteriores. O seu autor merece a nossa admiração. Beijinhos para ti.
Tua madrinha

 
Às 7/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

Cara Maria Emília Crespo, concordo com a generalidade das suas opiniões. Admiro a postura que tem tido em Sesimbra e também neste blogue. Permita-me, apesar do grande respeito e admiração que nutro por si discordar da opinião que este blogue é mal comentado. É que o seu autor, ao contrário do que diz, nem sempre merece a nossa admiração. O autor do blogue tem desenvolvido um trabalho louvável de divulgação da cultura e da História de Sesimbra. Tem sido persistente na melhoria da documentação que divulga, tem procurado sempre melhorar este blogue. Falha sistemáticamente sempre que se sente de algum modo criticado. Não tolera as opiniões divergentes da sua, não tolera a pluralidade, não aceita a diferença e por isso responde, vezes sem conta, com agressividade aos nossos comentários.
Como comprenderá, perante tanta intolerância, por vezes, temos que fazer maus comentários.

Um Bom 2009 para todos.

 
Às 7/1/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

A opinião do anterior anónimo não pode ser verdadeira, uma vez que as caixas de comentários do blog têm opiniões críticas que não foram apagadas, como esta também não será. No entanto, foram apagados e serão também no futuro textos provocatórios, mal educados e ataques pessoais. É evidente que algumas pessoas não sabem distinguir essas coisas e não são capazes de fazer críticas civilizadas; se o blog publicasse tudo, sobretudo o que é escrito sob anonimato, imagine-se o que não seria.

 
Às 8/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

Tem razão, Dr. J.Aldeia. Concordo perfeitamente que nem todos os comentários sejam publicados. Aceito que as opiniões exclusivamente ofensivas, provocatórias e mal educadas sejam apagadas. Custa-me, no entanto, aceitar que algumas opiniões que nao visam só o ataque pessoal e a ofensa gratuita, sejam tão duramente criticadas por si.
Não entendo muitas vezes a agressividade que transmite nos seus comentários.
Penso, que este excelente blogue terá muito a ganhar quando as criticas passarem a ser aceites como construtivas.

Lamento, de alguma forma, o meu anonimato mas gosto muito de fazer os elogios que acho justos anónimamente.

Mais um PEXITO.

 
Às 8/1/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Se não entende, paciência. Agora agradeço-lhe que mude de assunto.

 
Às 8/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

bonjour à tous,

Je suis né du côté de Viseu il y a 57 ans, je vis en France depuis plus de 55 ans, c'est pourquoi je m'exprime en français car mon portugais écrit n'est pas le meilleur.
Je passe mes vacances à Sesimbra depuis plus de 25 ans et j'ai même fini par acheter un appartement en décembre dernier, c'est pourquoi je sens un peu de "sesimbrense".
L'une des premières choses que je fais le matin, c'est de me connecter sur ce site et même si je ne connais pas tout ou ne comprends pas tous les commentaires, cela me plait de connaître le passé de cette ville.
Continuez ainsi

 
Às 8/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

O Sr, quando não é agressivo, muda de assunto!

 
Às 8/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

Dr. J. Aldeia, pode estar descansado que vou mudar de assunto.

Mais um Pexito.

 
Às 9/1/09 , Anonymous Anónimo disse...

Eu já nem me atrevo a comentar,porque as respostas são sempre inveja ou calúnia.

 
Às 9/1/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Aí está uma decisão que eu agradeço: se é autor ou autora dos comentários que eu classifico como ataques pessoais ou insultos, evite escrevê-los. Este blog não existe nem tem capacidade para resolver os seus problemas, sejam eles quais forem. E não se esqueça do que escreveu: «as respostas são sempre inveja ou calúnia».

 

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada