ll

sexta-feira, novembro 28, 2008

Sesimbra
[ clique para ampliar ]
Fim de tarde em dia chuvoso.Late afternoon of a rainy day.

9 Comentários:

Às 28/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Senhor Aldeia:
Linda a fotografia. Muito curiosa, a história de Caetano.
Calculo que o que vou mandar, não lhe é desconhecido. Mas, pode haver quem não conheça. Afinal, Sebastião da Gama, tem sido tão esquecido. É ele, o poeta de "Serra Mãe", que fala, não eu.

Inscrição

Nada sabe do Mar

quem não morreu no Mar.

Calem-se os poetas

e digam só metade

os que andam sobre as ondas

suspensos por um fio.



Sabe tudo do Mar

quem no Mar perdeu tudo.

Mas dorme lá no fundo,

tem os lábios selados,

e os olhos, reflectem

e claramente explicam

os mistérios do Mar,

para sempre fechados.

Poema de Sebastião da Gama.

Maria dos "Alcatruzes"

 
Às 28/11/08 , Anonymous José Luís Espada Feio disse...

Caro João

não posso deixar de lhe dar os parabéns pela magnífica fotografia (ou será antes um quadro sublime?) com que nos brinda!

José Luís Espada Feio

 
Às 28/11/08 , Blogger JM disse...

Grande foto de um dia chuvoso! Fantástico, mesmo!

 
Às 28/11/08 , Blogger Swt disse...

Bela fotografia!

 
Às 29/11/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Agradeço os vossos comentários. E tenho também de agradecer à gaivota, é claro.

 
Às 29/11/08 , Anonymous vate embora disse...

Se uma gaivota viesse
Em noite de lua cheia
Voar em terra e chovesse
Fá-lo-ia pelo Aldeia
Porque lhe caiu no goto
Porque só ele tem a veia
De capturar numa foto
Toda a beleza que encerra
Este paraíso que medeia
Entre o mar e a nossa terra.

 
Às 29/11/08 , Anonymous Anónimo disse...

Vate embora:
Não vá embora, pois Sesimbra e a Arrábida, precisam de poetas. Gostei tanto, que quiz responder-lhe. Só me saíu isto. É pouco e mau, mas não sou o Sebastião da Gama e, quem dá o que tem, a mais não é obrigado. Com todo o amor que tenho por Sesimbra e a Arrábida, cá vai:

Sempre que chove no mar
A gaivota vem pra terra
E traz-nos no seu voar
Todo o perfume da Serra.

Dessa Serra em que um dia
Um poeta vagueou
E com tanto amor que lhe queria
Que "Serra Mãe", lhe chamou.

Viveu pouco, pobre dele
E pobres de nós também,
Que nos esquecemos daquele
Que lhe chamou "Serra Mãe"

Maria dos "Alcatruzes"

 
Às 30/11/08 , Anonymous vate embora disse...

Maria dos Alcatruzes
Juro que não vou embora
Prefiro comer uns "buzes"
E uma posta d'albacora.
E quanto ao Sebastião
Dizem que em pequenino
Se metia debaixo da "Gama"
Tinha medo do papão
E não torcia o pepino.
Não sei se a Serra é Mãe
Pouco ou nada sei do Mar
E não chega ao Além
O meu pobre versejar.

 
Às 5/12/08 , Blogger Snapper disse...

Fantastic! Brilliant! Beautiful! Bravo!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada