ll

terça-feira, outubro 14, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Areeiro da Ribeira da Pateira, na Herdade da Mesquita.Sand quarry at Pateira rivulet.

15 Comentários:

Às 15/10/08 , Blogger babooshka disse...

That looks so beautiful for a quarry

 
Às 15/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Yes, Babooshka. The land belongs to an old farming family, and they are already transforming the place into a lake for leisure and tourism. A big touristic resort is planned for this place — the controversial Mata de Sesimbra.

 
Às 15/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Oh Sr Aldeia, então foi logo encaminhar a Srª estrangeira para o "site embuste" da Mata!! Então não vê que este site não diz coisa com coisa! Para além disso está cheio de incorrecções e desactualizado! E o que é que a Bioregional tem a dizer da Mata hoje, Outubro de 2008? Tem ouvido qualquer comentário vindo dessas bandas? Eu não!

 
Às 16/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não se preocupe, porque diz o essencial. O número de fogos da zona sul foi reduzido, mas considerando que ainda há o projecto para a Apostiça, não há exagero.

Em todo o caso, indique-nos um sítio em inglês que apresente a posição crítica do projecto. Ou será que os ecologistas portugueses não fizeram o trabalho de casa?

 
Às 16/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Então agora os ecologistas portugueses também têm que fazer os trabalhos de casa em inglês??!! Era só o que faltava, digo eu!

Para além disso, o site referenciado não erra somente no número de fogos/camas!

O que dizer da descrição feita daquela área? “... clandestine villa construction, and unregulated off-road activities.” Aonde? Na Lagoa de Albufeira? Na EN378, em Fernão Ferro? Já não é Mata de Sesimbra.

“There are a number of huge sand quarries, and traffic is heavy along coastal roads.” A primeira parte desta frase pode estar correcta, mas imenso tráfico ao longo de estradas costeiras?? Aonde??

“Originally there were plans to allow a number of ‘conventional’ mass tourism and associated development schemes to spring up in 11 different locations within the project area.” Nunca vi qualquer plano que concretizasse isto. Estar em PDM como admissível é uma coisa, agora haver planos já no terreno. À parte duas ou três propostas (uma já autorizada; outra já “chumbada”), não ouvi falar em mais nada. Por outro lado, o desenvolvimento de 11 empreendimentos significaria que todos os 11 proprietários com terrenos superiores a 100 ha, quisessem avançar por essa via. Não estou certo que todos o quisessem ou pudessem fazer. Agora, com este PP, está claro que vai acontecer, quer queiram quer não!

Mas há mais:

“… an on-site golf course will be fed only by rainwater and treated waste water.” Um só campo de golfe? Julguei que o Plano admitia 3 ou 4!! Só regados com água da chuva e reciclada, julgo que não seja possível! Pelo menos, em Portugal, se houver algum que assim seja regado, é uma sorte!

“…creating over 11,000 new jobs” – demasiado ambicioso; e, mesmo que assim fosse, aonde é que há em Sesimbra esse número de pessoas para trabalhar? Só “importando” de outros locais, com todos os problemas associados.

Ou seja, em teoria é tudo muito bonito mas, na prática, é um gigantesco embuste.

 
Às 16/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

É aqui nesta deslumbrante paisagem, que PCP e PSD querem ver uma grande cidade.
Mais palavras para quê?
a foto só vem provar, que os argumentos do Sr. Aldeia não têm razão de ser.
Virou-se o feitiço contra o feitiçeiro...

 
Às 16/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Deslumbrante paisagem? Mas trata-se de um gigantesco areeiro, uma brutal modificação duma paisagem natural!

Discursos como o do anterior anónimo é que permitem tirar duas conclusões:

1. Não conhecem os locais, nunca lá foram, falam do que não sabem;

2. Para fazerem campanha eleitoral, vale tudo, incluindo passarem classificar como deslumbrante o que é muito feio.

Ou seja: quem cai em contradição é quem fala assim.

 
Às 16/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

É estranho o silêncio em relação ao comentário sobre a Mata.

 
Às 17/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Não é nada estranho: é que há limites para aturar tanta tolice. No debate da Mata, onde era preciso e importante falar, só se verificaram declarações ideológicas, baseadas em suspeitas e caracterizadas pela deficiente leitura dos documentos e desconhecimento da realidade local. E a Mata (Sul) foi aprovada, logicamente. Podem continuar a lançar suspeitas, anonimamente, não adianta nada. E é pena, porque uma verdadeira consciência e militância ecologista poderia ter melhorado todo o processo e constituído condições de garantia do seu cumprimento. Mas está tudo contaminado pela luta eleitoral e necessidade de atacar quem está no poder para conquista de votos. É lamentável, mas é assim.

Boa noite.

 
Às 17/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

A dupla que defendia com unhas e dentes o projeccto da Mata de Sesimbra, passou a tripla.
A juntar a Augusto Pólvora e Francisco Luís, temos agora João Aldeia.
O pelotão dos defensores da Mata está a aumentar, deve ser por causa do mel que aquilo tem ...

 
Às 17/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

esta a denfender a sua dama

 
Às 17/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

Sr Aldeia, desisto! Consigo, pelos vistos, não vale a pena.
A sua última resposta é que verdadeiramente difícil de aturar. Não responde nem discute as observações feitas sobre a Mata. Afirma que durante o debate é que era a altura de falar - mas não foi isso mesmo que algumas pessoas e entidades fizeram? Como é possível resumir tudo a luta eleitoral e conquista de votos?? Não é possível que haja pessoas desinteressadas de lutas eleitorais?? O Sr é superior a isso tudo, claro!!
Depois afirma que só se lançam suspeitas - mas aonde é que foram lançadas suspeitas naquele comentário?
Sinceramente, como disse no início, desisto!

 
Às 17/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Ao anónimo do mel: eu não mudei de opinião, mas agradeço a importância que me confere. Ainda não chega ao ridículo de alguém que faz equivaler a acção do Presidente da Câmara aos efeitos da revolução Liberal, mas já é qualquer coisa.

Ao último anónimo: eu respondi a um comentário de uma visitante de lingua inglesa indicando-lhe um link que define razoavelmente o que é o projecto da Mata. Você é que resolveu dar uma importância descabida a isso; ainda lhe respondi, mas depois entendi que já chegava. Essas declarações que cita referiam-se ao período de debate e a quem nele participou. Se você não participou, é pena, porque parece-me bem informado.

 
Às 20/10/08 , Anonymous Anónimo disse...

O link que forneceu à Srª estrangeira "define razoavelmente o que é a Mata"??? Sinceramente!!
Quanto a estar bem informado, a única coisa que posso dizer é que talvez isso se deva ao facto de saber ler e de ter opinião. Não por estar envolvido em conquistas de votos!
Mas retomo algumas questões a que não respondeu:
- O que é que a Bioregional tem a dizer da Mata hoje, Outubro de 2008?
- Tem ouvido qualquer comentário vindo dessas bandas?
- Há gente suficiente em Sesimbra para ocupar os postos de trabalho (11 mil!!) que supostamente vão ser criados?
- Aonde é que há " ... unregulated off-road activities.”?
- Aonde é que há "heavy traffic along coastal roads.”?
- Onde estão os planos para 11(!!) projectos de "‘conventional’ mass tourism"?
- Quantos campos de golfe conseguem ser regados somente com água pluvial e com reciclagem de águas residuais? E, em Portugal, quantos são assim mantidos?

Finalmente, diga quais destas questões correspondem a "lançar suspeitas" e o que é que define como "verdadeira consciência e militância ecologista"?

Tinha dito que tinha desistido mas, afinal ....

 
Às 20/10/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Percebo que se sinta importante, mas não foi a si que dirigi as acusações a que quer que responda. Recordo-lhe que, enquanto anónimo, só o posso corporizar enquanto autor do que escreveu, e que mesmo assim se confunde aqui com outros anónimos. É uma das misérias de se ser anónimo.

O debate público contitui (constituiu) um momento chave para a participação directa dos cidadãos neste assunto. Eu estive lá e coloquei algumas questões, directamente à Pelicano e ao seu arauto José Manuel Palma, nomeadamente sobre alguns desses temas que incluiu na sua lista e que me despertam sérias dúvidas. Se não esteve lá, paciência. Não sei com que autoridade fala, mas eu não lhe posso dar muita, como pode calcular.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada