ll

sexta-feira, setembro 26, 2008

[ clique para ampliar ]
O Graf Zeppelin D-LZ127 foi o mais famoso dos dirigíveis, tendo feito carreiras comerciais entre 1928 e 1937. Realizou o primeiro voo intercontinental de passageiros em 1928, deu a volta ao mundo em 1929 e sobrevoou o Polo Norte em 1931. Uma das suas carreiras mais famosas foi para o Brasil. Por onde passou deixou um rasto de admiração e nostalgia: cidades inteiras paravam para ver a novidade, como aconteceu no Recife, em 22 de Maio de 1930. À vila de Sesimbra nunca veio, mas as gentes do Cabo Espichel e arredores tiveram esse privilégio, como prova esta notícia de 1929. A criatura que a escreve, pelo estilo, é que deixa transparecer algum despeito. Bem lhe podiam ter dito: "Querias ver o Zeppelim? Olha, fosses à fava!"The Graf Zeppelin D-LZ127 was the most sucessfull of these airships. She made the first intercontinental passenger airship flight 1928, a Round-the-World Flight in 1929, a Polar Flight in 1931. Everywhere she went, the Graff Zeppelin raised astonishment and left nostalgia. Cities stopped to see her. Sesimbra never saw the Graf Zeppelin, but the nearby people of Cape Espichel had that chance, according to this news of 1937. The journalist tells that peasants collecting fava beans, ran home in fear; I think he was just mad because he missed to see the Zeppelin.
Graf Zepellin em Helsínquia

1 Comentários:

Às 26/9/08 , Anonymous desavergonhado disse...

Houve quem julgasse tratar-se de publicidade a supositórios...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada