ll

quarta-feira, novembro 28, 2007

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Gravura da vila de Sesimbra, c. 1884.      Engraving of Sesimbra, c. 1884.

Gravura publicada pela revista 'Ocidente', em 1884. No lado direito é possível ver a Herdade da Vila Amália, que se encostava à vila através dum muro, na rua Sande Vasconcelos (a rua que sobe do jardim para a Igreja de Santiago, também visível na gravura). Distingue-se bem o edifício da Câmara com um chafariz, a Fortaleza de Santiago, e um Largo de Bombaldes bem maior do que é hoje, abrindo directamente para o areal. As casas em primeiro plano à esquerda parecem localizar-se no planalto do morro do Calvário. Repare-se também na quantidade de barcos fundeados frente à praia, muitos deles com dois mastros. [ Crédito: Dias que voam ]

3 Comentários:

Às 29/11/07 , Anonymous Anónimo disse...

Deve haver algum exagero no quadro não acha ? Haveriam tantas casas naquela época na vila ? E barcos ?
Tantos ?

 
Às 29/11/07 , Blogger J.A. disse...

O artigo desta mesma revista onde foi publicada a gravura refere uma população de 5 mil pessoas e 1.270 fogos. Mas é seguramente um exagero, pois um recenseamento feito 20 anos antes refere apenas, na freguesia de Santiago, 3.097 pessoas e 767 fogos.

Quanto a barcos também temos dados seguros: o monumental estudo das pescas de Baldaque da Silva indica, para 1886, em Sesimbra, 770 pescadores (575 dos quais nas armações) e 169 barcos (130 dos quais nas armações). Havia então 23 armações.

Mas o desenho não me parece exagerado. É difícil contar as casas, mas o número das que se podem individualizar é inferior. O mesmo acontece com os barcos.

É preciso ter em conta que o liberalismo, e a consequente introdução do capitalismo, tinha atraído para Sesimbra muitas empresas e empresários: e são os empresários de maior sucesso que vão construir os edifícios com fachadas de azulejo que ainda hoje se encontram espalhados pela vila.

Também são esses empresários que fazem crescer anormalmente o esforço de pesca (chegaram a estar autorizadas duas armações para cada sítio, uma virada para a terra e outra para o mar!)

 
Às 2/12/07 , Anonymous Anónimo disse...

Obrigado pelo esclarecimento .

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada