ll

terça-feira, junho 12, 2007

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
Castelo de Sesimbra.

Actualmente esta paisagem encontra-se bastante mais povoada de casas e árvores. As casas, sabemos quem as construíu, mas quem é que plantou as árvores? Uma pista: nos estatutos primitivos da Liga dos Amigos do Castelo (depois rebaptizada Liga dos Amigos de Sesimbra) constava o objectivo de arborizar as encostas do castelo, se a memória me não falha, com zimbros. Já não se fazem Ligas assim. Ou fazem?

13 Comentários:

Às 12/6/07 , Blogger aomeulado disse...

Há um novo blog em Sesimbra ( http://aomeulado.blogspot.com ). De e para todos. Participe

 
Às 12/6/07 , Blogger J.A. disse...

Agradecemos a informação e a visita, apesar de não nos ter incluído nos links preferidos do 'blog dos blogs'. Felicidades para o "ao meu lado".

 
Às 12/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

Se é para todos, deveria ser "ao nosso lado". Ou não?
Mas falemos da Liga. Consta que a direcção anda a arrumar a casa, ou seja, o jornal.
Que se passa n"O Sesimbrense"? Quem deita a mão ao barco que ameaça ir à via?

 
Às 12/6/07 , Blogger aomeulado disse...

Sabem que não é facil aprovar um nome. Não passa por uma questão de egocentrismo.
Este blog já está nos NOSSOS links.
Obrigado pelos votos que são obviamente retribuidos.

 
Às 13/6/07 , Blogger J.A. disse...

Agradeço a "aomeulado", embora me pareça que quem não aprovasse (?) o nome, também não aprovaria o comentário.

 
Às 13/6/07 , Blogger J.A. disse...

Caro anónimo: o problema da arrumação da Liga é capaz de ter relevância cósmica, mas, nestas paragens mais rasteiras, o tema é o castelo e a arborização.

 
Às 13/6/07 , Blogger aomeulado disse...

Caro JA. Desculpe mas não me expliquei bem. Não é fácil conseguir o nome que queremos ao abrir o blog no google.

 
Às 14/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

aomeulado,
cuidado que o João irrita-se facilmente e não aceita qualquer opinião, principalmente as que o melindrem.

 
Às 14/6/07 , Blogger J.A. disse...

Não é que me irrite (diz isso porque nunca me viu irritado...) Mantenho este blog publicando coisas que me parecem interessantes e fico à espera que, através dos comentários, se façam ouvir outras opiniões ou sensibilidades acerca do que foi publicado. Mas é raro. Isso, provavelmente, porque as coisas publicadas têm pouco interesse (não estou a ironizar).

Mas uma coisa é não haver comentários, outra é aproveitarem a caixa de comentários para "desconversar".

Vejamos, por exemplo, o caso do novo blogue "ao meu lado". Não vejo grande problema em ter utilizado a caixa de comentários para o divulgar, mas teria sido mais adequado, tal como faz quem entra em casa alheia, escrever qualquer coisa do género: "desculpe-se a intromissão, mas gostaria de chamar a atenção para este novo blogue", etc. Chama-se a isto "urbanidade".

O autor do blogue "ao meu lado" entrou aqui em duas caixas de comentários e limitou-se a deixar o "prospecto" publicitário, sem dizer mais nada. Numa dessas caixas estava em curso uma conversa sobre o novo livro do Pedro Martins e, sobre isso, nada; como quem passa apressadamente por vinha vindimada. Para um blogue que tem como pilar a participação alheia construtiva (algo muito difícil na blogosfera) talvez se possa exigir um pouco mais.

 
Às 14/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

Tem o João Aldeia toda a razão, um pouco de urbanidade só fica bem.
Aliás, o JA é um bom exemplo dessa atitude correcta.
Talvez o autor deste novo blogue não tenha pensado nisso, mas ainda está a tempo de emendar a mão.

 
Às 14/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

A censura quer você dizer. E sim, já o vi irritado. Não me meteu medo.

 
Às 14/6/07 , Blogger J.A. disse...

Mas isso é óbvio, meu caro. Os anónimos, por definição, não têm medo: sem nome... e sem medo!

Só não vê quem não quer...

 
Às 15/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

Já vi ao vivo e a cores.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada