ll

quinta-feira, junho 28, 2007

fotografia alojada em www.flickr.com
[ blog©Sesimbra - clique para ampliar ]

     Capotamento de um automóvel na curva que antecede a Alfarrobeira, para quem desce de Santana. É uma curva muito apertada e onde já se deram numerosos acidentes, muitos deles de grande gravidade. Está agora mais segura por causa de um simples desbaste de terras que melhorou a visibilidade. Mas a fotografia apresenta outro ponto de interesse: a Alfarrobeira. Parece mais pequena do que na realidade era nesta altura, porém, se a compararmos o tamanho dos carros que estão parados ao pé, formamos uma melhor ideia das suas dimensões. Esta árvore tem sido regularmente cortada do lado da estrada e a foto mostra precisamente o efeito de um desses cortes

5 Comentários:

Às 28/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

Como é que consegue estas fotos?

 
Às 28/6/07 , Blogger J.A. disse...

Estando lá, não?
Ou fui eu ou o meu irmão que fotografou, não tenho a certeza, já que partilhávamos a mesma máquina. Foi em 1978

 
Às 29/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

Podia não ter estado lá. Podia ter encontrado num alfarrabista ou qualquer coisa do género. Ou ser do arquivo da Câmara. Você tem uma aptidão especial para se irritar.

 
Às 29/6/07 , Anonymous Anónimo disse...

todos os comunistas tem mau feitio

 
Às 29/6/07 , Blogger J.A. disse...

Isso não é verdade: não só não me irritei nada, como escrevi o comentário na brincadeira: leia lá de novo.

A questão, porém, é interessante: porque é que julgou que eu me irritara? Estes desencontros são frequentes na Internet, onde a ausência da comunicação visual ou sonora limita muito a expressão do que se quer dizer. Mas porque é que se enganou nesse sentido? Podia ter-se enganado noutro...

É por isso que se inventaram os "smileys", aqueles bonequinhos com cara divertida, ou séria, ou irritada, cujo objectivo é precisamente ultrapassar as limitações desta comunicação. Mas cá pela lusitânia não se usam muito.

:-)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada