ll

domingo, dezembro 03, 2006

Sandra Carvalho


[ clique para ampliar ]

      Teve lugar no sábado passado, na Biblioteca Municipal de Sesimbra, a sessão de apresentação do terceiro livro de Sandra Carvalho, "Lágrimas do Sol e da Lua".

A sala estava completamente cheia de amigos, familiares, e admiradores da sua obra — quer de Sesimbra quer de localidades distantes e que se deslocaram de propósito para conviver com a Sandra. O professor Nabais, por sugestão da escritora, fez a apresentação do livro, salientando a sua grande qualidade literária e de escrita na língua portuguesa. Foi uma "lição" emocionada, que terminou com a leitura, por dois jovens, de um trecho do livro.
      Na sua intervenção a Sandra começou por se apresentar como "uma rapariga extremamente tímida", para quem "escrever é muito mais fácil do que falar" mas que coloca "muito coração e muito amor em tudo aquilo que faz":

"Nasci numa rua cheia de sol, voltada para o mar e fui uma criança muito feliz, muito amada, e eu creio que tudo isso transparece naquilo que eu escrevo. A memória mais marcante que eu tenho da minha infância é de quando ia para a praia com a minha mãe e passeávamos junto ao mar e ela me contava estas histórias maravilhosas que acabaram por compor o meu imaginário e que toda a minha vida me fizeram sonhar."

Sandra Carvalho salientou que era portanto muito antigo o gosto pelas histórias, e que passava as noites a reinventá-las, a procurar novos desenvolvimentos, actividade que ainda se acentuou mais quando aprendeu a ler: "Quando os miúdos estavam no recreio eu saltava o muro para ir à biblioteca buscar livros para ler". Aproveitou para destacar o papel da sua professora da primária, a qual os alunos achavam que era muito exigente mas que ajudou a criar as bases para a sua actividade criativa.
      A escritora referiu que o estilo fantástico lhe permite englobar todas os outros estilos literários - romance, crime, terror, comédia, podendo brincar com as palavras sem ofender nenhum género literário e sem ter a necessidade de se situar geograficamente ou temporalmente.

"Outra das coisas que acontece naquilo que eu escrevo tem a ver com o facto querer transformar aquilo que, apesar de ser fantástico, eu querer torná-lo real, querer que todas essas personagens possam ser o vizinho do lado, possam ter uma personalidade complexa, tornando o fantástico real, para que as pessoas consigam mergulhar dentro da história e identificar-se com as personagens. [...] A Saga é toda ela uma luta entre o bem e o mal e uma forma de eu mostrar que o amor e a amizade podem sempre vencer o ódio, que vale a pena viver, vale a pena sonhar, vale a pena arriscar — porque isso e também a história da minha vida, porque se eu não tivesse arriscado, se não me tivessem "empurrado" para eu me arriscar, eu hoje não estaria aqui."

      Sandra Carvalho revelou ainda que a Saga será constituída, ao todo, por 7 livros. Inicialmente tinha previsto apenas 6, mas aconteceu que durante a escrita deste último livro a imaginação "saiu fora de controlo", e uma das personagens, a Tora - que era para ter um papel pouco relevante - tomou conta da escritora e agora terá de fazer mais um livro para colocar todas as ideias que tinha em mente. Revelou também que há uma forte ligação entre os vários livros, não só devido à continuidade da história, mas igualmente porque certos factos que parecem secundários em alguns dos livros, acabarão por ter desenvolvimentos inesperados nos livros seguintes.
      Houve um período de intervenções do público: de leitores que vieram de longe, de mães que salientaram a importância da leitura destes livros para os seus filhos - e ainda da sua professora da primária, também presente na sala. A vereadora Guilhermina Ruivo, responsável pela Biblioteca Municipal de Sesimbra, salientou a importância da leitura para a escrita, conforme ficara evidente nas palavras de Sandra Carvalho. A sessão terminou com uma intervenção de Augusto Pólvora, presidente da Câmara, que salientou o facto de uma jovem, natural de uma terra pequena, filha de gente humilde e trabalhadora, ter desenvolvido esta capacidade criativa, e agradeceu à escritora pelo prestígio que dá à nossa terra e ao nosso concelho. Seguiu-se finalmente uma sessão de autógrafo de livros e um contacto mais directo entre a escritora e os seus leitores e amigos.

1 Comentários:

Às 20/4/07 , Anonymous Cristiana disse...

Oi..adoro os livros da saga e espero que possa responder aos meus mails com brevidade pois preciso de entregar o trabalho e nele constam perguntas sobre a continuação da saga..
beijinos Cristiana

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada