ll

quinta-feira, setembro 21, 2006

A quem sai este rapaz?!...


I. As opiniões do Prior de Santiago
II. O pensamento do Dr. Curto
III. Horóscopo

     O consultório do Dr. Carvalho compunha-se de uma sala de espera, com a botica homeopática ao fundo, separada dos clientes por um balcão, e dum gabinete de consulta.
     As essências aplicadas na nova medicina estavam instaladas, num grande armário envidraçado, com frascos rotulados.
     Na cimalha, uma faixa azul com letras douradas ostentava o lema dos homeopatas: "Similia similibus curantur", que em vulgar significa: "os semelhantes curam-se pelos semelhantes".
     O Dr. Carvalho era um macaísta, com todas as características do chinês vestido à europeia.
     Usava a comprida sobrecasaca, indispensável à indumentária médica da época, completada na rua pelo chapéu alto.
     Os bigodes descaídos em arco aos cantos da boca davam-lhe um ar de bruxo. Era mesmo conhecido pelo Dr. Bruxo.
     D. Cândida sentou-se entre os outros consulentes e encetou conversação com as senhoras.
     A maioria não ia consultar o médico, mas o Dr. Bruxo sobre a psique de noivos ou noivas.
     Era exímio fisionomista o Dr. Carvalho. Acertava sempre com o carácter das pessoas de quem examinava os retratos.
     Bom católico e, portanto, bom conselheiro, aprovava ou reprovava os casamentos conforme o que lia nas fisionomias.
     D. Cândida fartou-se de ver retratos de rapazes e raparigas até lhe chegar a vez e o Quim de assediar os circunstantes com perguntas indiscretas.

(continuação...)

2 Comentários:

Às 21/9/06 , Blogger Luis Eme disse...

Este conto, além de estar muito bem "contado", é revelador da cultura e do interesse do autor pela natureza humana, nas suas várias vertentes. A busca de uma "explicação" para o comportamento de Quim, pelo lado oriental, é um achado.

 
Às 21/9/06 , Anonymous parente afastado disse...

Então vocês, em três blogues, andam a fazer a mesma pergunta e ainda não perceberam a quem sai este rapaz.
Claro, só pode ser ao vosso acólito António Cagica.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada