ll

segunda-feira, março 13, 2006

O mouro Cosme

O blogue Random Precision, citando o «Diário da História de Portugal», de José Hermano Saraiva e Maria Luísa Guerra, lista uma série de denúncias feitas à Inquisição, entre as quais se encontra esta:
«Em 11 de Janeiro de 1557, Gonçalo Pereira denunciou o mouro Cosme, de Sesimbra, por ter dito que Nossa Senhora não era virgem.»
Quer a existência de mouros entre a população portuguesa quer o ambiente de intolerância religiosa e espírito de denúncia, são factos históricos bem conhecidos dos portugueses. Se o primeiro mostra tolerância civilizacional, os outros dois revelam algumas das piores características do ser humano, agindo sozinho ou organizado. Eis pois um pequeno drama passado em Sesimbra, poucos anos antes da publicação dos Lusíadas (1572).

4 Comentários:

Às 13/3/06 , Anonymous Urban@ disse...

João, o que aconteceu ao Mouro Cosme??? Adivinhamos, não é. Coitado!!! Se fosse hoje, Dan Brown e o seu "Código DaVinci" davam uma chama linda!

 
Às 13/3/06 , Blogger J.A. disse...

Não sei o que lhe aconteceu, mas não terá sido necessariamente a condenação: a Inquisição não era um tribunal puramente arbitrário e houve muitos casos de arquivamento de processos por falta de provas.

No entanto, uma das coisas que mais me impressiona era o método de interrogatório: exigia-se ao acusado que confessasse, frequentemente mediante tortura, mas sem nunca lhe dizer exactamente qual a acusação que pendia contra ele.

Assim, muitas vezes e em situações como a referida, quando o acusado não conseguia sequer vislumbrar ou recordar o que é que poderia ter feito ou dito de errado, seria muito difícil defender-se.

 
Às 14/3/06 , Anonymous urban@ disse...

Acabava por dar-se por culpado.Logo...

 
Às 14/3/06 , Blogger J.A. disse...

É uma página triste da nossa história. Infelizmente, para além da violência institucional da Inquisição, existiu também a "justiça popular", tal como aconteceu em Lisboa em 19 de Abril de 1506, em que terão sido massacradas entre 2 mil a 4 mil pessoas, durante três dias (um episódio normalmente ignorado pelos portugueses da actualidade, que gostam muito de atirar as culpas para cima de uma instituição qualquer, esquecendo-se de olhar para si próprios).

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada