ll

sábado, março 25, 2006

Arco incógnito


[ clique para ampliar ]
 Sei o que são arcos românicos, góticos, circulares, elípticos, em rampa, ogivais, de ferradura, trilobados e flamejantes, mas este aqui... escapa-me completamente.

À primeira vista pode parecer triangular, mas faz ali uma subtil curvatura que dificulta tal classificação. Terei de pedir ao Pedro Martins que me ajude neste enigma sesimbrense.

3 Comentários:

Às 25/3/06 , Blogger Pedro Martins disse...

Meu caro João Aldeia,

A minha ignorância no domínio arquitectónico é quase absoluta.

Mas, já depois de ler esta entrada, estive há pouco à conversa com um amigo arquitecto que me esclareceu ser o triângulo a forma mais elementar - e, por isso, a mais primitiva - de sustentação ou de construção, dando-me como exemplo o pórtico triangular do palácio de Gnossos.

É claro que o vocábulo "triângulo" se presta a outras acepções, entre as quais avulta a que tem que ver com a ordem maçónica, sendo certo que os correspondentes ritual e simbólica reflectem uma visão arquitectural do Universo.

Neste ponto, talvez não seja desinteressante referir que Oliveira Marques, no seu "Dicionário da Maçonaria Portuguesa", regista pelo menos um triângulo maçónico em Sesimbra - se a memória não me atraiçoa, no início do século XX (falo de cor, não disponho da obra). O triângulo, que não chega a ser uma loja, traduz-se na reunião regular de três maçons. É a forma mais elementar - cá está - que uma estrutura maçónica pode apresentar.

Porventura, outros triângulos terão existido em Sesimbra, não sendo de excluir a existência de alguma loja. Bastará lembrar que o célebre Padre Marcos foi um dos maçons mais ilustres da sua época e que, já mais próximo dos nossos dias, Virgílio Mesquita Lopes foi Grande Tesoureiro do Grande Oriente Lusitano, sendo Grão-Mestre Sebastião Magalhães de Lima.

O que tudo isto possa ter a ver com o nosso arco incógnito é pura especulação. No caso vertente, haveria que estudar a história do prédio, averiguar por que mãos passou a sua propriedade...

A verdadeira maçonaria não necessita da tangibilidade, nem a cultiva. Por exemplo: parece hoje ser muito provável que Fernando Pessoa foi maçon, embora não exista qualquer registo desse facto.

Só para terminar, e ainda a propósito da forma triangular: Pascoaes, que foi iniciado, utiliza-a sistematicamente no mobiliário que ele próprio concebeu, e que ainda hoje está no seu escritório, em São João de Gatão, Amarante...

E o Deus cristão é trinitário...

 
Às 31/3/06 , Blogger navegador disse...

olá 1,2,3

 
Às 25/5/10 , Anonymous Anónimo disse...

Estamos fazendo um trabalho sobre Arcos para a faculdade e nos iteressamos pela imagem que apresenta todos eles, no entando não conseguimos abri-la. Será que você poderia mandá-la por e-mail se não for incômodo? (chasing.pepper@gmail.com).
Muito obrigada!

Abs, Laura e Flávia.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada