ll

quinta-feira, outubro 27, 2005

Pescadores espanhóis em luta


Fotografias do jornal El Pais


Numerosos portos espanhóis encontram-se encerrados pelos pescadores, como forma de luta contra o aumento dos combustíveis e exigindo medidas de apoio. A maior concentração de portos bloqueados encontra-se no Mediterrâneo (ver mapa), mas há outros casos por toda a costa espanhola, tal como na Galiza e País Basco. Em Tarragona os pescadores também fizeram cortes em auto-estradas. O governo diz que já conseguiu chegar a acordo com algumas associações, mas a maioria dos pescadores continua determinada a manter o bloqueio, mesmo naqueles portos em que o governo diz ter havido acordo.

Entre as exigências dos pescadores e armadores encontra-se a constituição de um Fundo de Garantia que permita manter o preço do gasóleo a 30 cêntimos por litro,como acontece em França - independentemente das subidas do preço no mercado. Actualmente os espanhóis pagam o gasóleo a 50 cêntimos/litro.

O governo começou por contrapor um apoio de 8,4 cêntimos por litro, mas entretanto subiu esse valor para 9,5 cêntimos/litro, até ao montante máximo de 3 mil euros por armador. Esta proposta, no entanto, é considerada insuficiente pela maioria dos pescadores e armadores, não só pelo seu baixo valor, mas também porque não os defende contra futuros aumentos do preço de mercado. Só este ano, em Espanha, o preço do gasóleo já subiu 85%.

Em Portugal o preço do gasóçeo para a pesca também tem sofrido uma subida vertiginosa: em Dezembro de 2003 era de 26 cêntimos, em Dezembro de 2004 chegou aos 41 cêntimos, e em Julho de 2005 atingiu os 44 cêntimos, e continuou a subir. No entanto, só beneficiam deste gasóleo as embarcações maiores, pois os pequenos barcos da pesca artesanal utilizam motores a gasolina e não beneficiam de qualquer apoio.

O diferencial de preço de combustível para pescadores portugueses e espanhóis - mesmo sem as exigências que os espanhóis estão agora a fazer - gera uma situação de concorrência desleal, prejudicando a economia e a pesca portuguesas. É uma situação incompreensível, pois toda a lógica da União Europeia é a de criar condições de concorrência iguais, estando proibidos os apoios públicos que permitam a um sector económico de um país europeu ficar beneficiado face a outro país da UE. Como é possível que noutros países europeus a pesca receba apoios muito superiores aos que são concedidos em Portugal e o governo português não faça nada?

Leia-se, a propósito, esta notícia de 26 de Setembro sobre a deslocação de barcos portugueses a Espanha para vender peixe e abastecer com gasóleo mais barato.

Fotografias do jornal El Pais
"Sobe o gasóleo - baixa o pescado"
O porto de Barcelona é um dos que se encontra completamente bloqueado.

Fotografias do jornal El Pais
Em Málaga os pescadores impediram que os camiões descarregassem pescado na lota e espalharam a carga pelo chão.


Notícia do jornal El país

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada