ll

quarta-feira, outubro 07, 2009

2 Comentários:

Às 7/10/09 , Blogger José Luís Espada Feio disse...

caro João Aldeia:
agradeço, sentido, a referência à figura do meu avó materno João Pacheco Caramelo. Vou guardá-la como justíssimo tributo à memória de um homem que em abnegado altruísmo deu tudo de si em prol dos sesimbrenses mais desfavorecidos nas décadas de 40 e 50 do século passado. Numa época de extrema pobreza em que os cuidados básicos de saúde eram uma miragem apenas ao alcance dos mais abastados e onde a solidariedade para com os homens do mar era mal vista por um Regime autista e sobranceiro , houve um homem que os prestou com sentido de missão e sem medo de represálias, mesmo que isso causasse prejuízo à sua carreira médica, como de certa forma causou. Esse homem, digo-o sem falsas modéstias, foi o meu avó João Pacheco Caramelo. Sei, porque muitos ainda me contam, que para além de nada cobrar pelos seus serviços, ainda oferecia do seu bolso os medicamentos que os magros salários dos pescadores não podiam pagar. Porque a memória é cuta nos tempos agitados que correm, onde o individualismo e a indiferença grassam terreno ante os valores da fraternidade a da solidariedade, é bom para Sesimbra ir ao passado da sua História buscar exemplos para construír um futuro melhor para todos nós. Agradeço a ambos. A ele, o exemplo de vida. A si, o gesto cordial.

 
Às 8/10/09 , Anonymous LCPinto disse...

Quero associar-me a esta pequena mas significativa homenagem ao Dr. Pacheco Caramelo, e corroborar que o que o seu neto mencionou só peca por defeito pois não é exagero nenhum, era simplesmente um Homem Bom que Sesimbra não devia esquecer, ajudou incondicionalmente as pessoas mais desfavorecidas.
Foi o meu primeiro médico, tinha o consultório na R Prof. Joaquim Marques Pólvora.
Lembro-me de um dia me ter dito: Fazes parte da minha equipe do “Pele e osso”, fiquei para sempre com um amigo.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada