ll

domingo, fevereiro 22, 2009

Sesimbra

Sesimbra

Sesimbra

Sesimbra
Desfile de Carnaval.Carnival Parade.
[ clique para ampliar ]

18 Comentários:

Às 22/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

uma imitação do carnaval brasileiro, mas se acham divertido tudo bem

 
Às 22/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Uma curiosidade: a expressão "tudo bem" é tipicamente brasileira. Passou a ser usada em Portugal por influência das telenovelas brasileiras, particularmente depois da Gabriela. Há expressões portuguesas mais bonitas, mas se o caro comentador se sente bem com essa expressão importada, não vejo mal algum nisso.

 
Às 22/2/09 , Blogger Hilda disse...

Such fabulous costumes! The carnival looks so exciting!
--
Don't forget to vote for the April theme! We get two choices this time, thanks to Elaine. Please help spread the word too.

 
Às 23/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

O Carnaval foi levado para o Brasil pelos portugueses, não vejo mal nenhum em vê-lo por cá como imitação do brasileiro.
Ninguém gosta do Carnaval mas toda a gente fala nele...

 
Às 23/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Por falar em Carnaval... Para mim as máscaras do ano foram as dos rapazes vestidos de apóstolos com uma mesa da ultima ceia de Cristo e aquele grupo de 5 pastores que trouxeram duas ovelhas pequeninas com um dos pastores sempre com a palha e a comida das ovelhinhas!

 
Às 23/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Achei essa mascarada da Última Ceia de muito mau gosto. Também não gostei de ver as duas ovelhinhas naquelas andanças nocturnas, nitidamente assustadas com o ambiente ruidoso.

 
Às 23/2/09 , Anonymous Miguel Aldeia disse...

Não há qualquer duvida que o melhor grupo eram as 12 freiras que deambulavam pela marginal de sesimbra. Nada mais original nos sucessivos carnavais...

 
Às 23/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Os mais engraçados e com melhor gosto foram os Zé Carioca

 
Às 23/2/09 , Blogger Constança Lucas disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 23/2/09 , Blogger Constança Lucas disse...

O carnaval por aqui tem mil vertentes diferentes, muitas delas com influências de Portugal - os gigantones e tantos outros...

Mesmo aqui o carnaval cheio de plumas e plásticos está cada vez mais artificial.

Tudo muda e todos influenciam todos, é uma questão de gosto estético.

Eu não aprecio o carnaval pelos seus excessos visuais e sonoros.

Moro em São Paulo cidade com 10 milhões de habitantes com um trânsito infernal, nestes dias a cidade fica ótima sem quase movimento nas ruas. A imprensa anuncia que sairam da cidade um milhão e meio de carros.

Estamos com 30 graus, pleno verão.

Bom feriado para todos

Constança

 
Às 23/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Gosto do Carnava e considero-o uma mais valia para Sesimbra.
Não estou a falar de economia, mas sim do convívio, da amizade, de toda a aprendizagem na manufactura das vestes,no manuseamento de instrumentos de música, nos materias para decoração dos carros.
O Carnaval e as Escolas de Samba alimentam o imaginário: têm criadores, artesãos, músicos e conseguem que a população jovem se interesse por tudo isso.
Obrigada a todos.
eu

 
Às 25/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Atenção que o Carnaval de Sesimbra é MADE IN SESIMBRA ao contrário de outros, os compositores escrevem as letra,os fatos são desenhados e confecionados tudo em Sesimbra, quer queiram, quer não queiram actualmente o Carnaval em Sesimbra é o maior evento cultural da vila, é o que trás mais gente o que move mais gente à nossa terra e o que tem maior investimento, pena é que a Camara não acompanhe a evolução.
Está na hora de as pessoas começarem a pagar para ver o desfile, e quem participa não pagar nada ou pagar menos.

 
Às 25/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Bem, o Carnaval neste modelo tem funcionado bem. Aquilo que ainda é necessário melhorar não exige mudança de percurso, nem de entradas pagas. Os que defendem a alteração deste modelo terão de ponderar bem nas consequências, e argumentar bem em defesa dessas alterações.

Eu gostava de saber, por exemplo, se essa proposta cobrança de entradas se destina a alterar o modelo de financiamento, deixando a Câmara de pagar, ou se seria para arranjar mais receitas, a somar ao financiamento que já existe?

 
Às 26/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

AHAHAHAH
Boa João!!!!!!!

 
Às 27/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

Já fui participar em vários carnavais, todos eles pagos.
Afinal quando vamos a um concerto, teatro, futebol e cinema pagamos,porque não o carnaval de Sesimbra.
A CMS contribui dentro das suas possibilidades,mas não tanto como as outras, a Escola da Abrigada (Alenquer) recebe da CM de Loulé 3 vezes mais que uma de Sesimbra.
As Escolas em Sesimbra evoluiram e cresceram, acontece que quem vai à frente e atráz, muitas vezes vai ouvir o som de outras escolas dai ser necessário investir num futuro próximo num melhor sistema audio para escolas, porque não fazer um modelo do rio mas à nossa dimensão em que colocavam colunas ao longo do percurso e por sectores.
Outro problema é o Piso do actual percurso do lado nascente que é de relevo acentuado (calçada)o que deficulta a vida a quem desfila e a juntar o facto de ser demasiado estreito.
Este actual percurso só é bom para os Hotéis e resturação, estes que têm voto da matéria (Org. dos Comercianes)mas que só uma minoria contribui, e afinal são quem mais facturam.
Temos de evoluir para bem do Carnaval.

 
Às 27/2/09 , Anonymous Anónimo disse...

para o primeiro comentario kem nao ta bem k se mude pk nos aki no nosso pais estamos muito bem.

 
Às 28/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Imitar é mau? Vejamos:

- o fado nasceu no Brasil e era um tipo de música que se dançava;

- a maioria da música dos ranchos folclóricos tradicionais portugueses são popularizações de músicas de salão importadas (polcas, valsas, etc)

- outras músicas ainda mais antigas, como as do rancho folclórico de Manhouce, são claramente influenciadas pelos cantos conventuais

Já vi que há uma proposta de preservar os antigos bailes das colectividades. Acho bem. Mas atenção: informem-se bem sobre qual o tipo de música que lá se tocava. Que eu me lembre, das minhas memórias mais antigas dos bailes da praça, eram cançonetas francesas e italianas (Marina Marina Marina, Nel blu di pinto di blu...) e ritmos latinos (chachacha). Mais tarde, nos grandes bailes do Espadarte, com os Top Five, era já o Pop/Rock (ah, que saudades de 25 or 6 to 4!...) E então os meninos Zambras a tocar Beatles ("El Submarine") e Bee Gees? E já nem falo de coisas como o russo Casatchok.

 
Às 28/2/09 , Blogger J.A.Aldeia disse...

E já me esquecia destas: a Tombola e o martelo da Rita Pavone.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada