ll

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Sesimbra
[ clique para ampliar ]
Hotel do Mar, quando ainda tinha o grande mastro, para que parecesse um barco, de longe, à noite.Hotel do Mar, when it had still its mast, so it could look like a boat in the night.

3 Comentários:

Às 5/12/08 , Anonymous Anónimo disse...

Para quem gosta de fotos de Portugal
http://www.flickr.com/photos/vitor107/sets/

 
Às 5/12/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Para os apreciadores de fotografia documental:
The Blue Skies of Nauru → imagens da Ilha de Nauru por Eileen Rahn

A pequena ilha de Nauru (21 km²) fica no Pacifico do Sul, a mais de 300 km da ilha mais próxima. Depois de ter pertencido a diversos países, tornou-se independente em 1962. Rica num recurso valioso — minérios de fosfato — a economia prosperou sem dificuldade durante alguns anos; os ganhos financeiros eram reinvestidos no universo capitalista (terrenos e espectáculos musicais em Londres, por exemplo). Vivia-se sem dificuldade e era frequente ver BMWs e Cadillacs nas suas estradas, apesar de não haver mais de 32 km de rodovia. Nos anos 80 era um dos países mais ricos do mundo. Nos anos 90 tornou-se num dos mais pobres: os investimentos no estrangeiro revelaram-se um fiasco; os fosfatos foram escavados até ao limite, a vegetação tropical foi substituída por crateras lunares. O país tornou-se dependente da ajuda externa, o desemprego atingiu 90% dos residentes. Acabaram-se os carros de luxo, as casas entraram em ruína, o lixo acumula-se nas ruas, a agricultura desapareceu, vítima da catástrofe ambiental. A electricidade é racionada: 6 horas para cada metade da ilha, alternadamente. 40% da população tem menos de 14 anos.

Nauru na Wikipedia →

 
Às 5/12/08 , Blogger Swt disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhh! Que giro!!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada