ll

segunda-feira, junho 09, 2008

fotografia alojada em www.flickr.com
[ clique para ampliar ]
fotografia alojada em www.flickr.comCamionistas parados junto à rotunda entre Santana e Sampaio, em protesto contra o aumento do preço dos combustíveis.
Truck drivers stopped to protest against the raise of oil prices.

16 Comentários:

Às 9/6/08 , Anonymous aluno de apolo disse...

Vejam só a maldade das pessoas.
Um vizinho meu, ao ver esta fotografia, disse logo que eram funcionários da Câmara em pleno esforço, suando em bica, em plena faina.
Maldoso, não é?

 
Às 9/6/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Conheço o estilo, é dos que tratam as pessoas, não como indivíduos, mas como seres genéricos, classificando-as pela pinta ou profissão. Há muitos vizinhos desses por aí.

 
Às 9/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

E também há alunos de apolos a falar pelos vizinhos.

 
Às 9/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

E também alguma escassez de humor...

 
Às 9/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

É pena que os camionistas não estejam tão unidos quanto os Pescadores estiveram, é que a união é que faz a força.
Queria mostrar a minha solariedade com os Camionistas e em particular com o meu amigo João Miguel (Couves).
Miguel Lourenço

 
Às 10/6/08 , Anonymous Maria do Céu disse...

Podem não ser empregados da Câmara mas, pelo estilo, parecem. E não foi o meu vizinho que disse. É a constatação diária da realidade, por todo o concelho.
De qualquer forma, como correm o risco de irem para o desemprego talvez, num futuro próximo, lá estarão como funcionários municipais, motoristas, uma vez que estão lá poucos.

 
Às 10/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Aqui está uma doméstica que fiscaliza a actividade municipal.

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

O lock-out é inconstitucional.

Não deixarem trabalhar quem quer é no mínimo um acto de perseguição digno dos tempos da ditadura.

O aumento dos combustiveis repercutem-se nos preços dos fretes que por sua vez vão aumentar os preços do comsumidor final, por isso somos todos nós que trabalahmos que pagamos o aumento dos combustíveis.

Porquê beneficiar uma classe ( dos Patrões das transportadoras) em detrimento de todos os outros portugueses?

A unica reinvindicação plausível seria a redução dos preços dos combustiveis para todos e não só para os camiões e pescadores, porque TODOS trabalhamos...

Onde está a consciência social destes senhores quando se vê o leite a escoar para o esgoto, a carne a aprodecer quando em portugal existe 1 milhão de portugueses que vivem no limiar da pobreza?

Para quem são os investimentos nos para os próximos 15 anos (aeroporto, ponte..)???

Não são certamente para quem hoje está a trabalhar.

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Gostava desde já chamar a atenção do anónimo anterior em que diz que o gasoleo devia baixar para todos e não só para os Camionistas e Pescadores.
Para os Pescadores o gasoleo não baixou,mas quando um barco sai para a Faina não sabe se vai capturar pescado e onde o vai encontrar,a unica serteza é que vai gastar combustivel.
Acontece que e em particular na pesca da sardinha, em que o meu pai é armador que muitas vezes durante dias gasta-se milhares de litros de combustivel para procurar cardumes e chega-se a terra com uma mão cheia de nada.
E os botes da pesca costeira com motor fora de borda, em que o motor funciona a gagolina e têm que pagar ISP(imposto para as estradas) e IVA (valor acrescentado)acontece que no mar não existm estradas e na venda em lota o pescador não cobra IVA sobre o pescado.
Claro que é uma injustiça o que pagamos de impostos sobre os combustiveis, mas existem sectores mais carenciados do que outros.
Miguel Lourenço

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Ao Sr. Miguel Lourenço

- O pescadores não pagam o mesmo valor de combustível que todos os outros pagam - pagam menos - da mesma forma que os barcos de recreio pagam o mesmo valor que os pescadores, o que é sobejamente injusto não concorda???
- o sector das pescas tem de ser apoiado, à semelhança de outros sectores(do sector primário);
- a vida de pescador é uma vida de incerteza - penso que quanto a isso estamos de acordo. Um dia o mar da muito outro dia não dá nada.
- mas a situação em apreço não é a mesma, são os patrões que não deixam os empregados trabalharem(algum não se importam) isso é ilegal, já a greve não o é.
- o seu pai sendo pescador não de certeza quem ganha mais dinheiro mas sim o intermediário.
- não se pode afectar o país inteiro por uma classe... e diga-se que perde qualquer razão ao apedrejar quem quer trabalhar, ou dizer que não asseguram asegurança de ninguém se furarem o bloqueio.
- Portugal é um Estado de Direito, todos temos regras, é igual para todos.
- Eu trabalho todos os dias, preciso de me deslocar para vários pontos do pais durante a semana, sou mãe de duas crianças, pago casa, infantário, e não ganho 1/3 do que esses senhores ganham, até porque conheço alguns deles...

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Miguel Lourenço tou cheia de pena de si e do seu pai e das suas mãos cheias de nada!!!só tenho pena que os pescadores não possam construir grandes vivendas no campo para lá irem de vez em quando como 2ª casa e que os seus filhos não possam vestir das melhores marcas e ter grandes vidas e passar boas ferias fora do país é só isso que tenho pena...nao me faça abrir a boca porque este blog não merece pois é o melhor a nivel de fotografia sobre a vila e o seu auto uma pessoa de bem e muito civilizada.

 
Às 11/6/08 , Blogger J.A.Aldeia disse...

Caro anónimo: o tipo de argumentação que usa, insinuando questões pessoais em vez de responder a argumentos, é inaceitável. E não é só inaceitável aqui no blog: trata-se de um tipo de falsa argumentação, falaciosa, e tem mesmo um nome: "argumentação ad hominem", e revela quase sempre incapacidade para raciocinar claramente e compreender o que está em discussão, procurando refúgio em questões de natureza pessoal. Não pode ser.

Andar a falar na vida dos outros é calhandrice, e aqui não há é lugar para isso, mas não apaguei o seu comentário porque temos de ter calma, e também porque as pessoas têm de compreender que ter sucesso em qualquer actividade económica, é uma coisa boa e não uma coisa má. Quer dizer: toda a gente procura isso na vida, mas depois critica-se aqueles que conseguem? Tenha paciência.

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Não gostaria de ver descambar o assunto original.
Sou funcionário público, sou honesto e trabalho bastante, sinto-me em paz com a minha consciência. Será que os senhores anónimos que falam, depreciamente, desta classe podem dizer o mesmo.
Pelas insinuações devem ser pessoas que não têm capacidade para separar o trigo do joio, medem todos pela mesma bitola.
Sobre o combustível, concordo que o seu preço é muito elevado e que deveria baixar um pouco.
Acredito que os empresários dos camiões vivam bem melhor que eu.
Sobre os pescadores, quero dizer que existe uma grande desigualdade.
A classe mais desfavorecida, que tem os barcos mais pequenos,a que utiliza os motores fora de borda, motores a gasolina não têm qualquer benefício no combustível, alguém luta por eles?

 
Às 11/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Toda a gente fala mal da camara de seimbra mas em hora de aperto todos vão pedir para o filho a flha a irmã ou o marido!!!o que não conseguem ver é k talvez a camara municipal até tenha trabalhadores a mais,mas com a crise das pescas e a falta de habilitaçes das suas gentes,se não fosse a camara a dar uma maozinha o k seria das familias sesimbrenses???é crime a camara ajudar a populaçao??nao tenho partido e o meu voto nem sequer é deste presidente,mas acho que nao se deve generalizar nem catalogar as pessoas,por funcinaros pulicos,engenheiros ou tecnicos...existem bons e maus em todas as area e trabalhadores e preguçosos em todas as areas tambem,por isso vamos ter espirito saudavel e de empreendimento para levar este pais para a frente.boa noite a todos.

 
Às 12/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

A Câmara é o motor social do concelho, tanto ao nível económico, educação, emprego, cultural e desportivo, tanto agora como sempre foi e será. Nem Deus consegue manter toda a gente com saúde e bem de vida quanto mais os homens.

 
Às 13/6/08 , Anonymous Anónimo disse...

Sou o Miguel Lourenço e não respondo à Sra.anónima (Cobarde porque não se identifica e calhandra coscuvelheira).
O seu problema deve ter a haver com alguma dor de cotovelo.
Se trabalhar vai ver que isso passa.
Gosto muito deste blog e sempre que participo,é com o intuito de construção e não de destruição,como os seus comentários baixos à imagem da sua pessoa.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada