ll

terça-feira, dezembro 04, 2007

fotografia alojada em www.flickr.com
[ blog©Sesimbra - clique para ampliar ]
Vitor Batista, que foi capitão da equipa do Sesimbra durante muitos anos, na mercearia que existiu na Rua Dr. António Peixoto Correia, frente ao actual Zagaia.       Old grocery store. Note the device to cut salted codfish. The Portuguese were pioneers in fishing cod at the Great Banks, and some fishermen of Sesimbra worked at this fleet.

8 Comentários:

Às 4/12/07 , Blogger carteiro disse...

Um desportista exemplar, um homem afável, um amigo que recordamos com saudade.
A esta hora, deve estar a discutir com o Gil por causa de algum penalti roubado ao Benfica...

 
Às 4/12/07 , Anonymous Anónimo disse...

Olha o grande Vitor Batista.Um homem bom que merece ser recordado.

 
Às 4/12/07 , Blogger Joy disse...

That's very interesting. That knife looks very dangerous!

joy
The Goddess In You
Norwich Daily Photo
Your Love Coach

 
Às 5/12/07 , Anonymous Anónimo disse...

Lembro-me das sacas de sementes, do cheiro a sabão amarelo que se comprava às quartas (é assim que se diz não é?)do esfregão de arame comprado em pedaços. Do cheiro a petróleo. Que saudades.

 
Às 5/12/07 , Blogger J.A. disse...

Não me lembro desta casa, que eu era da banda de Leste. Mas lembro-me bem dessas mercearias, de quando lá tinha de ir fazer recados em miúdo, e das secas, à espera, enquanto as velhotas iam demorando os seus avios, encomendando uma quarta de feijão, uma outra de grão, e uma de milho, já agora mais uma de arroz, um cartuchinho disto, outro daquilo, mais uma colherada de manteiga, uma fatia de marmelada, e chá preto, e molas da roupa, e piassabas, e mata-moscas, e agulhas do fogão. Isto era uma, mas havia sempre mais outras quatro ou cinco à minha frente. E eu com tanta coisa para fazer, as ruas todas à minha espera. Depois umas mais curiosas, a querer tirar nabos da púcara: de quem era filho, e se já andava à escola, e se sabia quem tinha sido o primeiro rei de Portugal. Isto é perguntas que se façam? Quem tinha sido o primeiro rei deviam elas já saber, que eram mais ou menos desse tempo, estatão senhores!

 
Às 6/12/07 , Blogger carteiro disse...

Bela descrição, mestre João!
Era um mundo cada mercearia, com os seus cheiros e a (relativa) abundância das coisas simples e boas que saudade torna ainda mais saborosas.
A propósito, quem foi o 1º rei de Portugal?

 
Às 6/12/07 , Blogger J.A. disse...

Eu até tenho receio de dizer. Quem pegar numa moeda de 1, de 2 ou de 5 cêntimos, poderá ver "quem" era verdadeiramente o primeiro rei de Portugal, através dos seus gatafunhos. Bem há quem tente descobrir uma mensagem oculta no autógrafo real, mas eu desconfio que o problema era precisamente esse: o homem estava longe de ser culto, e mais próximo de ser oculto.

 
Às 7/12/07 , Anonymous Anónimo disse...

Oh, joão, este carteiro sai-se cá um malandro!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada