ll

sexta-feira, junho 24, 2005

Parque Marinho - Os Sesimbrenses não vão ficar indiferentes




Oh! mar salgado/quanto do teu sal/são lágrimas de Portugal... são lágrimas das Gentes de Sesimbra, vertidas pelos nossos intrépidos pescadores quando vivem momentos trágicos no mar.
Hoje, Sesimbra não chora. Luta! Por estes homens que vivem trágicos momentos em terra. Pelos pescadores que apenas querem trabalhar no ofício que sempre conheceram.
Licenças de pesca herdadas de familiares, cada um com a sua história.
Sesimbra não pode ficar indiferente ao que se está a passar com a pesca, a criação do Parque Marítimo e a sua utilização é uma provocação a toda a população.
Queremos que os donos do Poder sejam humanos que respeitem a história da nossa terra.
Sesimbra deve estar atenta e ir para a rua apoiar os pescadores sempre que estes precisarem. Bem hajam!

4 Comentários:

Às 25/6/05 , Anonymous Farol do Cabo disse...

Tem toda a razão do mundo. A população de Sesimbra tem de ( já devia ter sido) ser mobilizada para justa e legalmente lutar contra esta parte visível da prepotência governamental. Mas não deveria ser a Câmara e os partidos políticos a convocarem essa manifestação? Que segredo os faz acobardar?
Aiola, por favor, não apaguem o meu comentário como têm feito com os de um tal Maria do Céu (?!). Obrigado.
Ass.Farol do Cabo

 
Às 25/6/05 , Blogger aiola disse...

Os comentários ofensivos e caluniosos serão sempre apagados. Porque é que não arranja o seu próprio blogue para fazer os comentários que entender à sua vontade ?

 
Às 25/6/05 , Anonymous barcadoanzol disse...

Farol do Cabo, concordo com a posição tomada pelos administradores deste blogue em relação a comentários ofensivos.
Neste momento, não é importante a questão de quem devia convocar as manifestações. O importante é todos os sesimbrenses estarem juntos para ajudar os pescadores, aliás os comerciantes são uma classe directamente interessada e poucos se manifestaram, no entanto, os turistas quando se deslocam à nossa terra para comer, vêm em busca do peixe fresco, ninguém se desloca a Sesimbra para comer carne. O restante comércio local resente-se quando a classe piscatória entra em crise.
Quanto mais apoio houver dos sesimbrenses a esta causa mais força terá o Poder Local para negociar.
Todos juntos por uma causa!

 
Às 25/6/05 , Anonymous Farol do Cabo disse...

Não me parece que tivesse havido comentários ofensivos nem caluniosos. Houve, sim, posições antagónicas que não agradaram aos bloguistas. Possivelmente e porque serão muito religiosos procuram o Amen de todos os comentadores. Os comentadores são importantes porque geram a controvérsia, a discussão. Não será o que se pretende com a criação de um blogue?
Todo o trabalho mostrado neste blogue tem interesse e trabalho de investigação, coisa rara. Agradeço e tento retribuir com os meus comentários para que em Sesimbra, "as águas se agitem". Sem agitação as águas continuarão estagnadas e só servirão os medíocres. Não está em causa escolher os partidos políticos. Neste momento, o que está em causa é a salvação da terra. E não me parece que os mesmos que a deixaram afundar sejam capazes de a trazer para cima. Ou ainda haverá quem pense que sim?
Quanto ao Barcadoanzol, deves ter os olhos cheios de "saguátes"... e estás a ver o filme à proa, demasiado à frente. Aconselho-te uma ida a um médico ucraniano (ex-soviético) para ele te ensinar a veres melhor, isto é, do princípio até ao fim e não só pequenas partes do argumento.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Aguarelas de Turner|  O amor pelas coisas belas |  Angola em Fotos  Aldrabas e fechaduras| Amigos da Dorna Meca| Amigos de Peniche| André Benjamim| Ao meu lado| Arrábida| (flora) Arrábida| (notícias) Arrastão| @tlanti§| Atlântico Azul| Atitude 180| Badamalos| Banda da SMS|  Barcos do Norte | B. dos Navios e do Mar| Blasfémias| Blue Moon I|  Boa Noite, Oh Mestre! | Canoa da Picada|  Carlos Sargedas |  Caminhos da Memória |  Catharsis |  Caxinas... de Lugar a freguesia  | Cetóbriga| Clube Leitura e Escrita| Coelho sem Toca| Cova Gala|  Crónicas de 1 jornalista | De Rerum Natura|  Desporto Saudável | Dias com Árvores| *** Dona Anita ***| Do Portugal Profundo| El mar és el camí| Espaço das Aguncheiras| Estórias de Alhos Vedros|  Estrada do Alicerce | Expresso da Linha|  Filosofia Extravagante | Finisterra| Flaming Nora| Grão de Areia| Gritos Mudos| Homes de Pedra en Barcos de Pau| Imagem e Palavra| Imagens com água| Imenso, para sempre, sem fim| O Insurgente| J. C. Nero| José Luis Espada Feio|  Jumento  Lagoa de Albufeira| Mar Adentro Ventosga| Magra Carta| Marítimo| Mil e uma coisas| Milhas Náuticas| Molino 42| My Littke Pink World| Nas Asas de um Anjo| Navegar é preciso|  Navios à Vista |  Nazaré | Neca| Nitinha| Noites 100 alcool| Nós-Sela| Nubosidade variabel| O Calhandro de Sesimbra|  Orçadela | Página dos Concursos| Pedras no Sapato|  Pedro Mendes | Pelo sonho é que vamos| Pescador| Pexito do Campo|  A Pipoca mais Doce | Ponto de encontro| Portugal dos Pequeninos|  Praia dos Moinhos |  Quartinete | Reflexus| Rui Cunha Photography| Rui Viana Racing| Rumo ao Brasil|  Ruy Ventura | Sandra Carvalho| Sesimbra arqueológica|  Sesimbra Jobs |  Sesimbra Jovem |  Sesimbra, três Freguesias, um Concelho| Se Zimbra|  Simplicidade | Singradura da relinga| Skim Brothers| Sonhar de pés presos à cama|  Tiago Ezequiel |  Tiago Pinhal |  Trans-ferir | Una mirada a la Ria de Vigo|          Varam'ess'aiola |  Ventinhos |


Canoa da Picada